Vuelos baratos - Buscador de boletos de avión Jetcost

La guia enorme de como manejar tu guita.

Hice un comment en un post diciendo que la gente esta equivocada, y como es razonable me downvotearon por que vivan los sentimientos y al carajo con la razon. Todos piensan que vivir en argentina es caro y no se dan cuenta que son los sueldos que son una mierda. Asi que decidi compartir mi forma de llegar a fin de mes con mi sueldo 16k y mis changas, totalizando cosa de 20k promedio. Nos mantemos dos. Si no me quieren creer, me chupa un huevo, si no se entiende que el hecho de que no tengamos suficiente guita no hace que algo sea caro, sino que nos hace pobres a nosotros, no puedo hacer nada.

Vamos por partes:
EDIT: Chiquitito antes que arranques a leer el post.. Que yo de un tip de como zafarla un poco mejor, que te explique por que te rompen el culo y como lo hacen, no significa que este de acuerdo o que lo justifique.. Me parece una reverenda poronga el siquiera necesitar hacer un post asi para tirar una ayuda por ahi.. Al contrario, esto es una critica a lo mal que estamos, con los numeros para demostrarlo, los numeros para demostrar que no son los empresarios los hijos de puta aca, sino los forros en el poder y que, si, al final del dia vas a tener que hacer malabares para sobrevivir y quiero ver si puedo ayudarte a hacerlo, pero no deja de ser una mierda que necesites un puto tip de los 90s para llegar mejor a fin de mes. Solo eso. Sigan
Vamos a hacer una comparacion (Y voy a usar estados unidos de ejemplo por que tienen un costo de vida elevadisimo ellos, lo cual me ayuda a reforzar mi punto):
Salario MEDIO US: $3300
Salario MEDIO Argentina: 36k (Supuestamente... pero considerando que tenemos tanto ñoqui cobrando fortuna y tanto pobre, basicamente arrasando con la clase media, confiar en un promedio es medio pelotudo.. Pero bueno, no lo voy a bajar mas, aunque deberia hacerlo, por que ya con esto alcanza y sobra para mostrar el punto.) a 150 por dolar, son 240 dolares.

Ahora vamos a los costos, Alquiler. (Voy a estar usando esta pagina: https://www.numbeo.com/cost-of-living/country_result.jsp?country=United+States que tiene precios puestos por la misma gente, todo el tiempo, para hacer comparaciones)

El alquiler es un tema muy jodido. Los precios estan dolarizados y la nueva ley no ayuda un carajo, pero aun asi es importante considerarlo, adicionalmente la comparacion con US es la mas a favor nuestro ya que ellos tienen un costo ELEVADISIMO de hacienda (a favor nuestro en la comparacion porcentual de costo por supuesto, en la de salario es al revez, pero pueden hacer sus propios numeros con algun pais que tenga costo habitacional menor a ver que porcentaje del salario es, comparado con nosotros):

Un departamento en el centro, con una habitacion, esta desde 700 a 3499, promedio de $1360, totalizando (si usamos promedio) un 41% del sueldo de una persona. Ignoremos por ahora que en una habitacion pueden vivir dos personas con dos sueldos, por que quiero darle TODAS las ventajas posibles a la Argentina, para que no me digan que estoy sezgado.
Un departamente en el centro, EN ARGENTINA, con una habitacion, (busco en mercadolibre esto) esta entre 15 y 35 lucas. Promedio de 25 luquitas, equivalentes a un 69% de nuestro sueldo promedio, a esto procedemos a dolarizarlo al mismo rate y nos da 166 dolares promedio (solo un 12% del costo promedio en estados unidos). Una vez mas, demostrando que nuestros sueldos son una mierda. Otra vez los invito a hacer sus propios numeros con algun pais que tenga menor costo habitacional a ver si la diferencia en costo no es tan grosera.
Expensas: Existen en Argentina. Lamentablemente no se puede hacer nada, te van a romper el culo, cambia mucho la perspectiva del sueldo? Y no, por que aunque te cobren lo mismo de expensas que de alquiler (cosa que no pasa) aun asi, seguis alqulando mas barato que en otro lado, solo que ahora te duele mas en el sueldo. Asi que no puedo recomendar nada excepto que te busques un lugar sin expensas. Los consorcios son una mafia, bendito pais.

Ahora lo lindo, como evitamos esto?
1ro: Importantisimo hacer dueño directo. Si es alguien en quien confias mejor, para evitar tener que hacer un contrato en el que haya que gastar guita en un profesional. Si hay confianza entonces contrato por escrito firmado por dos partes, y paguen SIEMPRE por transferencia bancaria y pongan que es en concepto de alquiler. De esa manera estan todos protegidos, tanto inquilino como dueño. Sacandose a la inmobiliaria de encima ahorran facil 3 lucas de alquiler.
2do: El area es importante, los barrios de viejos en general son mas baratos, camiar 5 cuadras todos los dias para el bondi te lleva 8 minutos, pero un departamente en la calle principal con todos los bondis se pone mucho mas salado. Compara esos 8 minutos con tu salario, a ver si lo vale, te aseguro que no. 16 minutos menos de tu vida diaria para ahorrarte miles. Y de paso dormis mejor, alejado del quilombo de la calle.
3ro: Si estas solo y no te alcanza la guita, un alquiler de un lugar con dos dormitorios no aumenta un 100%, aumenta un 15 a 25% por lo que estuve viendo, ergo, conseguite un amigo o algo y vayanse a vivir juntos. O en pareja a uno de un dormitorio. Dividen el alquiler a la mitad pero el alquiler solo aumenta un 25% como maximo, ahi hay un 38% de ahorro para ambos. (Es un calculo poco intuitivo, lo explico con numeros chicos para que se entienda mejor. Tenes un dpto a 100 pe, pagas 100 pe. Encontras uno con una habitacion adicional, se va a 125 pe, dividis el gasto con alguien mas, son 62 pe, te ahorraste 38 pe)
4to: Busca un area entre aguas. Que carajos estas hablando pibe? Simple, vos tenes zonas elevadas y zonas bajas. Las zonas elevadas son mas caras por que no se te inundan, las zonas bajas son baratas por que se inundan y tienen problemas de alcantarillado, buscate una en el medio y sos gardel, se te va a inundar de vez en cuando pero para que eso pase, tiene que llover como la reconcha de la lora y a esa altura, verdaderamente vas a estar saliendo a la calle?Y como se que tipo de zona es? Le preguntas a los vecinos cuantas veces se inunda al año. Si te dicen nucna, es zona elevada, si te dicen 3 o 4 veces es zona media, si te dicen cada vez que llueve, es zona baja. No alquilen nunca en zona baja y si en zona media les piden mismo precio les dicen "mira, he vivido cerca de aca y se que se inunda, asi que nada, bajame una luquita o no hay negocio"

Servicios:
Lamentablemente la pagina no muestra todos los servicios por separado sino un total asi que voy a tener que manejarme con eso:
PROMEDIO US PARA UN DEPTO DE 85m2, $160 (entre 93 y 300), un 4.7% de su salario. (esto para los yankees incluye el abl)
PROMEDIO ARGENTINA: No tengo la mas puta idea (no tenemos ni aire acondicionado ni estufa, asi que no puedo usar mis numeros como promedio,s eguramente estan muuy por abajo de la media) asi que voy a usar los numeros de mi vecina como base (Considerando que ella vive en 40m2, asi que lo de los yankees seguramente es para uan familia entera, no para una persona VIVIENDO SOLA): 1000 electricidad, 4k gas invierno (tiene estufa) 1k gas verano (promedio de 2k a lo largo del año considerando 4 meses de uso de estufa), 500 mangos agua. Total de 3500 pesos por mes. 9.8% de nuestro salario. El doble. Pero en dolares? 23 dolares. Un 14.4% del costo en US.

Como ahorramos en esto?
Agua: Es muy barata el agua asi que no es tan necesario, pero sepan que el mayor impacto es el inodoro, metan una botella de 2 litros en la mochila y listo. Otra es el lavarropas, traten de comprar uno que use menos agua, yo compre uno que solo usa 15 litros, lava igual de bien pero consume una tercera parte. Es espectacular.

Tierra (Gas): Realmente mas alla de abrigarse en vez de usar una estufa, no hay forma de ahorrar aca, uno tiene que comer y cocinar y bla bla bla. Lo mas loco que pueden hacer es invertir en una buena cacerola de fondo de cobre o fondo grueso para quitar uno o dos minutos de cada coccion o comprar una cocina de induccion, que basicamente no desperdicia energia (aunque la energia electrica es mas cara y como no tengo una cocina de induccion para enchufarle el amperimetro ni ganas de andar fijandome el consumo y los tiempos de coccion, lo dejo medio al aire, puede ser mas barato como puede que no, no quiero hablar sin saber)

Fuego (Electricidad): Pasen todo a leds, si no tienen leds, dejense de hinchar las pelotas y pasen todo a leds. Yo no queria creerlo pero la diferencia de consumo es ENORME. No usen estufas electricas. Si no les queda otra por que no tienen salida a gas para una estufa a gas, usen una estufa electrica tipo infraroja en vez de un caloventor. Los caloventores desperdician mucha energia calentando el ambiente (a menos que eso sea lo que quieras) en vez de calentarte a vos, las infrerojas te calientan a vos directo por que el aire no absorbe la radiacion que emiten, asi que las podes tener en mucho menor potencia y que te calienten mas. Tienen la desventaja que las tenes que tener siempre apuntandote y quizas para dormir eso te joda. otra cosa, si vivis en una casa vieja, asegurate no tener una perdida (apaga absolutamente todo y fijate si el numerito del medidor te cambia o enchufa un amperimetro para ver si hay corriente moviendose, el amperimetro va EN SERIE, si lo pones en paralelo no te va a medir una mierda). Deja de abrir y cerrar la heladera todo el tiempo, la comida no va a aparecer magicamente ahi adentro. En verano abri las ventanas por la noche, cerralas de dia y si podes, pone una lona donde te de el sol de la tarde para evitar que te caliente la casa al pedo. Fallado esto, trata de mantener la humedad a un minimo, por ejemplo, poniendo un extractor barato en el baño para sacar cualquier vapor que se forme.

Aire (Wifi): Los yankees pagan cosa de 65 dolares, yo pago claro optico a 700 ($4.6) aunque se que hay servicios que llegan a la luca y media solo por internet (10%). Realmente no veo forma de ahorrar aca a menos que tengas suerte de justo un servicio barato llegue a tu casa y hagas el cambiazo. Pero al menos aca se puede ver por que la falta de inversion.. Los materiales todos se compran a precio extranjero por que este pais no produce una mierda (por que lo tendrian que vender a precio local y eso es suicidio fiscal) y aca venden el servicio a solo una sexta parte como maximo.. Expliquenme como mierda se supone que inviertan.

Comida, esta es mi parte favorita por que se puede ahorrar por todos lados, vamos a hacer un par de comparaciones:

$ US % Salario US $ Argentina $ Arg en Dol % Salario Arg
Leche $0.85/L 0.025% 55$/L $0.3 0.15%
Pan (Lactal) $5.46/k 0.16% 300$/k $2 0.83%
Arroz $4/k 0.12% 50$/k $0.33 0.138%
Papa $2.67/k 0.08% 35$/k $0.23 0.09%

Como pueden ver, los precios son BAJISIMOS en comparacion, pero aun asi, los porcentajes del sueldo son altos y superan siempre al porcentaje de sueldo en US, aunque el precio individual sea entre la mitad y una decima parte lo que es alla. Use productos que se producen en ambos lados, por una cuestion de que si usamos cosas que se importan (como bananas) los precios se suben artificialmente por la cantidad repulsiva de impuestos que hay comparado con US, y ahi US nos iba a romper mucho mas el orto pero seguramente algun vivo chupa estado me iba a decir que hice trampa metiendo cosas de importacion, asi que nada, campo equilibrado para todos.

Como ahorrar?
1ro: Desinstala rappi, glovo, pedidos ya.. No estoy diciendo que esten mal esas app. Son unos explotadores hijos de puta? Si, por supuesto. Pero hay que medir todo con la misma vara, el estado te explota como un pelotudo y aun asi nadie le dice explotador a alberto, o no? Asi que por que pedidos ya si y el estado no? A cortarla con la hipocrecia que aca estan los numeros respaldando lo que vengo diciendo hace años. Y me atrevo a meter una opinion personal aca: Dejen de festejar que se van empresas manga de imbeciles, miles de personas se estan quedando sin laburo, tan metido tenes el discurso de odio contra la empresa que sos incapaz de ver esto? Vos le vas a dar laburo a esa familia?

2do: Cocina. No sabes? Aprende. Vas a poder hacer tu comida, cuando queres, como queres y por una fraccion del costo. Dame 3 kilos de papa y te hago 5 cosas diferentes a lo largo de la semana, cosa de no aburrirse. Hay cientos de productos extremadamente baratos como el arroz, la papa, la leche, los fideos, verduras.. que si aprendes a cocinar podes hacer cosas diferentes practicamente todos los dias y sin gastar practicamente nada. Si hay interes incluso puedo empezar a postear mis recetas (soy medio nerd en la cocina, experimento mucho, tomo notas, pruebo cosas 10 veces para ver los resultados.. me gusta y aplico lo que se de ciencias en la cocina, para los que dicen que esas cosas no sirven)
3ro: Compra en CANTIDAD. Al principio quizas duela poner mucha guita de una. Pero si ves arroz a un 30% de descuento, compra MUCHO. Lo mismo con cualquier otro producto. Y que es mucho? Cosa de 2 o 3 meses. Si es arroz por ejemplo, para una parejita, 10 kilos de arroz van como piña, pero podes compar mas.. despues pongo una foto de mi alacena, tengo cosa de 30 kilos de arroz, 20 kilos de fideos, 20 kilos de harina.. Y me van a preguntar, No es exagerado? No. Mientras que sea algo no perecedero y no este en un lugar humedo todo bien.. Ojo, no es cuestion de prepararse para el apocalipsis, esto es simplemente tener hasta la proxima oferta. Abslutamente todos los productos que compro (excepto los que son de verduleria o carniceria) en algun momento estan de oferta y me puedo ahorrar un 30%. No pasa todos los meses y por eso yo trato de tirar 2 o 3 meses para asegurarme llegar a la proxima. Desde que empece a hacer esto, estoy gastando cosa de un tercio menos en comida. Por que? Por que siempre tengo comida asi que no necesito comprar dia a dia, entonces siempre tengo algo de guita para cuando salta una oferta de algo que todavia no tengo en cantidad.. de a poquito se va armando una buena base de la que podes crecer cada vez que vez una oferta.. No tenes que hacer tampoco numeros locos (auqnue recomiendo hacerlo, tengo una planilla de excel que uso para chequear mis gastos, si alguien lo desea, la puedo subir), simplemente estar atento a las ofertas. Compro leche en cantidad por ejemplo en el walmart... siempre esta a cosa de 50 pesos el litro la barata, cosa de 60 a 65 la cara.. Pero compro en cantidad la leche larga vida cuando esta en oferta, a cosa de 45.
4to: Amasa. Lo pongo en un tip aparte por que la diferencia es TAN BRUTA que lo tengo que poner aparte. Hacer un kilo de pan te sale 40 pesos y una hora de tu vida, 35 pesos si usas un starter que ya tengas y que es basicamente una mascota de masa. Una pizza? La haces en 15 minutos por 20 pesos. Sumale 100 mangos de queso arriba (que es una barbaridad, es como un tercio de kilo) y tenes una muzza a 120, en vz de a 400 en la esquina. Comprate una harina de garbanzo en cualquier dietetica y hacete una faina en 2 minutos (harina de garbanzo, sal, pimienta, agua, aceite) y come como un puto campeon una de las mejores faina que vas a probar en tu vida.. poenel queso arriba si queres.
5to: recorre verdulerias y busca productos abratos y buenos.. De nada te sirve comprar 3 kilos de papa a 60 mangos si son todas chicas y perdes medio kilo pelandolas para hacer un pure, y tiras otro kilo por que estaban feas. La cuestion de ahorrar no es solo gastar menos sino tambien no desperdiciar.
5to Addendum: MarianoMontiel nos cuenta algo que se me habia pasado, no solo la verdura se puede usar practicamente en todo para dar variedad y es comprable, sino que ademas una dieta balanceada te va a ahorrar bocha de guita en tema salud, desde no tener que pagarte un medico como, quiero creer, no perder dias en el laburo por enfermedad.. Yo laburo desde casa asi que nunca tuve problema con eso y jamas estuve en blanco asi que mentiria si digo que tengo idea cuantos dias de enfermedad se puede tomar uno, pero supongo que ahi hay un buen ahorro por hacer.Gracias Mariano por la colaboracion al post. Cuando tenga un poco de tiempo como para preguntar a la gente que conozco de alla, voy a ver de hacer una comparativa de cosas como salud y educacion. Aunque considerando que aca podes ir a un hospital o a un colegio publico como si nada, vamos a salir perdiendo como unos campeones, pero definitivamente voy a hacerlo con el sector privado para tener un suelo equilibrado y darle la mayor chance a Argentina de demostrarme que estoy equivocado.
6to: Volviendo a no desperdiciar, no tires nada. Todo se puede reutilizar de alguna manera si tenes creatividad en la cocina.. he hecho ensaladas de la reputa madre con fideos de hace 2 dias, he reusado arroz de mil maneras, el pure queda BUENISIMO como base para unas pastas caseras o incluso como base para una salsa super cremosa. Y lo otro: recalenta comida. No te vas a morir por comer dos dias la misma mierda.

En fin, llegado el final, podria seguir tirando numeros pero creo que se entendio. Espero les sirva de algo y al menos les permita entender un poco mas por que las cosas son como son.. quizas esto ayuda a que deje de haber tanta critica a que todo esta tan caro, cuando somos un pais extremadamente barato, pero con un sueldo pobre como la hostia. Dejen de bardear a las empresas, a los empresarios, a los almaceneros, a los kioskeros.. etc..etc.. el problema no son ellos, el problema son los putos sueldos de mierda que tendrian que ser al menos el doble de lo que son. Quieren salvar este pais de mierda? Tripliquen los sueldos y dupliquen los precios, asi al menos es un mercado mas competitivo para que las empresas vendan aca y reactiven esta economia de mierda. Aah pero de donde sacamos plata para triplicar los sueldos? Primero: con los impuestos que hay, subiendo los precios van a ganar un poco mas.. Y segundo, DEJANDO DE ROBAR. dejen de defender politicos como si los conocieran de toda la vida. no es Macri, no es Cristina, no es Alberto. Son todos. todos metieron la mano en el frasco. Todos se cagan en vos y te quieren hacer creer que el malo es el otro hijo de vecino.. Cuando ellostienen millones en sus cuentas de banco y se siguen subiendo los sueldos.. Despiertense de una puta vez y dejen de hincharle las pelotas al projimo, usen la cabeza, aprendan ciencias, aprendan algo de matematica y hagan sus propios numeros, no me crean a mi, HAGAN SUS PUTOS NUMEROS. hablen con gente de afuera, yo me la paso hablando con gente de afuera por que me gusta perder el tiempo libre en juegos y es otro mundo, saquen la cabeza del tacho socialista que les vendieron (si quieren meterla en otro tacho socialista pero honesto, no tengo drama, pero al menos no se coman el discurso social de alguien que anda con millones en el banco y sale con gucci). La lucha social se da en todos los estratos, todos somos gente y todos tenemos los mismos derechos, asi que dejense de hinchar las pelotas con que los negros de mierda estos, o con que los blancos de mierda estos, o que los ricos, o que los pobres. El estado argentino convirtio en un arma a su gente y la puso a pelear entre ellos, mientras vos te quejas que la mina esta tiene una asignacion universal, LA MITAD DE TU SUELDO SE VA EN IVA. Mientras vos te quejas que el tipo ese tiene 2 coches, VOS NO LLEGAS A FIN DE MES NI CON TODA LA AYUDA SOCIAL QUE TENES, PAGADA POR GENTE COMO ESE QUE TIENE DOS COCHES. Basta de pelotudez gente.

TLDR: No hay, si no tienen ganas de leer, no se gasten.
submitted by wolfsilver00 to argentina [link] [comments]

Mi vieja se jubiló. ¿Qué beneficios puede obtener?

Mi vieja, finalmente se jubiló. Le garpan la mínima, que está super bien porque en estos ultimos 2 años no le daba el cuero para trabajar más horas de las que tenía asignadas. Lo cual es un alivio enorme para ella y para mi un poco que también.
Cumple 71 ahora en unos días, y si bien trabajó como 40 años de empleada doméstica, hace unos días cumplió los 15 años en blanco (12 años + 3 por los 3 hijos) necesarios para jubilarse con 70 años.
Bien, poniendo la pelota al piso, sabemos que tiene descuento en cines. El boleto también le sale más barato (aunque no puede subirse a los ómnibus, almenos que venga uno de esos con piso bajo).
Sé que tienda inglesa en unos meses si eras jubilado te hacían un descuento, pero creo que no corre más.
¿Qué otros beneficios o descuentos puede haber en la vuelta?
Gracias querida comunidad.
submitted by terryheavy to uruguay [link] [comments]

2 años viviendo con una Karen, el comienzo de un infierno

Cast: Yo, mi hermano, la Karen, Abuela
Personajes secundarios: Mamá y Papá

Bueno, esta historia es algo bastante larga, trataré de contar los detalles mas importantes y no desviarme tanto.

Cuando mi hermano y yo teníamos 17 años estábamos a punto de empezar la Universidad y estabamos bastante desesperanzados, pues las carreras que queríamos solo se podían estudiar fuera de la ciudad y mis padres no podían costearse estudios foráneos, así que las opciones que nos daban era que mi hermano estudiase Comunicación y yo Arquitectura (como si eso fuese mas barato). mi hermano quería estudiar Letras y yo Artes.
Mi papá tiene dos hermanos, y la Karen en cuestión es su hermana. Karen vivía en la ciudad donde podíamos estudiar nuestro sueño y nos ofreció irnos a vivir con ella, no tendríamos que preocuparnos por comida ni renta, ni nada mas que nuestros propios estudios, habló con nuestros padres y quedó decidido. Presentamos exámen y mi hermano si quedó en la uni pero yo no, asi que el se fue y a mi me ofrecieron irme para tomar cursos de pintura, ya que en mi carrera debes presentar un examen de habilidad ademas del examen de ingreso. Total que no me fui por pasar mas tiempo con un novio que tenia que de todas formas terminé con él un mes después de iniciar los cursos. Lo sé, mis decisiones a esa edad (ya 18) fueron muy malas. Me fui a inicios del año siguiente y tome un curso de 4 meses para volver a presentar el examen (sería en Mayo). Recuerdo que mi relación con mis padres nunca había sido buena y al irme no mejoró. Cuando llegué al depa donde vivia mi tía, mi hermano ya llevaba un semestre cursado y se lo veía bien a mi parecer, pero el infierno comenzó al día siguiente de llegar. Por alguna razón mi hermano se echó un desodorante que a la Karen (asmática) le hacía mal. y me empezó a regañar a mi (mas que regañar, hablar con gritos, reclamos) sin saber si había sido yo.
Mis cursos eran martes y miercoles, asi que el resto de la semana no hacía mucho. Mi hermano tenía clases todos los dias, lo normal. Karen decidió que teníamos que ir a "ayudarla" al trabajo todos los dias sin importar que quisieramos hacer otras actividades. Nosotros nunca lo dudamos, nos convenció de que al ayudarla ella nos ayudabamos nosotros a tener una mejor calidad de vida o alguna mierda por el estilo. Todos los dias, todo el día en mi caso. Había dias que por "ayudarla" salía tarde a mis cursos y llegaba con el tiempo al límite, se lo hacía saber pero me culpaba por no apurarme en el trabajo. Cabe recalcar que era una Godín (trabajadora burocratica) y esa "ayuda" era hacerle todo, desde pasarle impresiones de la copiadora de la oficina, escribirle los oficios, hacerle TODO. Nuestra "paga" era basicamente vivir comodamente, lo que nos había ofrecido hacia meses.
Nosotros nunca nos atrevíamos a decir nuestras inconformidades por dos razones:
Toda nuestra vida sufrimos abuso emocional y psicologico por parte de nuestros padres y físico por parte de nuestro padre. Asi que para poner límites, aprender a decir que no, defendernos y en general ser humanos funcionales, no servíamos.
La otra razon es que si le decíamos a mi tía que algo no nos gustaba nos culpaba por ello, en vez de aceptar que no queríamos ir todos los dias al trabajo como ella nos habia manipulado para creer que era una obligacion, decia que ya que eramos 3 habia que ayudarnos entre todos. Pero esa ayuda entre todos era solo para las cosas que le convenian, o sea, beneficios propios como el trabajo o la casa. Eramos sus sirvientes, si ella quería una hamburguesa a la 1 de la madrugada teníamos que salir a esa hora a algún local abierto y comprarsela, pero para esto nos preguntaba primero si teníamos hambre, y aún si no teníamos tanta teníamos que salir a comprarle. viviamos en una zona algo cara y concurrida de locales de comida y comerciales en general. Tambien barríamos, lavábamos los trastes y, aqui se pone la cosa mas turbia, teníamos que dormirnos a la hora que ella se dormía porque habia una sola cama. Como digo, la zona era cara pero donde rentaba era casa de otra tía que le cobraba barato, y el lugar era muy pequeño. Entonces teníamos que darle masaje TODAS LAS NOCHES para que ella se durmiera, o cantarle, o cosas por el estilo para que la Reina Malvada se sintiera amada, porque era un ser tan vil y asqueroso que todas las personas que se acercaban terminaban alejandose porque no la soportaban, y esto lo viviriamos tiempo después.
Una de esas noches, ella creyó que yo estaba dormido y paso su mano por mi área genital. Yo nunca dije nada. Tiempo despues me enteraría que a mi hermano le hizo lo mismo.

tratare de ser breve desde ahora porque si no me alargaré mucho, solo queria dar una introduccion a cómo era su dinámica de abuso y manipulación.

Mi abuelo murió poco antes de que yo entrara a la Uni en Agosto, y esto hizo estallar la relación de por sí poco estable que tenía Karen con mi papá. Pues un dinero del seguro de vida de mi abuelito que estaba a nombre de Karen mi padre lo tomó con ayuda de mi abuelita para arreglarle su dentadura, que no es nada barato, ésto hizo entrar en colera a la maldita Karen e hizo todo lo posible para hacer quedar mal a mi padre frente a la familia. Mi abuelita se había quedado practicamente sola y, aprovechando que para esas fechas ya nos habiamos mudado a un lugar mas amplio, Karen decidió llevarse a mi abuelita a nuestro nuevo "hogar". Esto significó una nueva etapa en el infierno que era vivir con la idiota. Si bien habiamos accedido a ayudarla con el cuidado de mi abuela, nunca nos imaginamos que nos iba a dejar a cargo tambien de sus citas con el médico, lo cual era un lío porque el proceso de cambio de hospital estaba complicandose por falta de documentos. Tambien me hizo a mi responsable de retirar su pensión, lo cual tambien era un proceso porque ese dinero era de la pensión de mi abuelito y para autenticar su identidad necesitaba registrar sus huellas en el banco, y para colmo sus huellas casi no se leían, asi que para ese entonces yo me encargaba de lo siguiente:
Hacer el café de la mañana, darle un aperitivo previo el desayuno a mi abuelita, poner la mesa, barrer, sacar la basura, calentar el desayuno a mi abuelita, tender la cama de Karen, ayudarla a escoger su vestuario para su nuevo trabajo (ahora ganaba mas pues era subdirectora de otra institución pública), llamarle a su chofer (el cual no era su chofer, era conductor de la institución) para que viniera por ella cada mañana, lavar los trastes de la comida, de la cena, atenderla cuando llegaba del trabajo, hacerle junto a mi hermano sus trabajos, ayudarla en los eventos públicos que hubiera por parte de su trabajo (cargar cosas, participar, ponernos de tapete). Se preguntarán cómo manejaba mis tiempos para cumplirle sus caprichos y cumplir con mi universidad. No lo hacía, mis calificaciones están del asco porque descuide mis estudios y en general mi persona por cumplirle a ella. Mi horario era super random, de que algunos días entraba hasta las 12 y otros ni siquiera tenía clases, por eso podía disponer mas de mí y menos de mi hermano, que tenía un horario estricto de 8 a 2 o 3 de la tarde. No podía hacer actividades por mi cuenta porque la Gorda Malvada necesitaba "mas ayuda" en su nuevo trabajo. Y los masajes obligatorios que cada vez eran menos seguido.
Otro detalle que se me olvidó mencionar fue que ella fumaba marihuana. Mucho, y yo me dejé arrastrar por ese gusto que se convirtió en adicción.
Mi vida era un asco, me veía mal, me sentía mal, mis niveles de ansiedad y depresión estaban al tope, no cumplia con la escuela y me estaba atrasando. En tercer semestre de la carrera reprobé casi todas mis materias, nunca le dije. Sumado a eso el estado mental de la Karen estaba mal, ella siempre fue inestable y nos gritaba, nos decía obscenidades, ofendía a mis padres ahora sus nuevos enemigos cada que podía, a mi hermano le recriminaba haber entrado a un club de teatro porque así tenía menos tiempo para cumplirle sus caprichos. Nos decía que mis padres nunca podrían pagarnos un departamento por lo pobres que son y que cómo podiamos ser tan malagradecidos con la unica persona que nos ayudaba y "amaba" A mi abuela también la trataba así, y lo sigue haciendo. Un día ibamos a ir al cine temprano y nos dijo que la despertaramos, así que nos levantamos muy temprano a dejar la casa limpia, hicimos un poco de ruido aunque tratamos de no hacerlo para respetar su sueño y se levantó hecha un diablo a regañarnos por haberla despertado. Otro día se enojó por no despertarla temprano porque al parecer tenía unas cosas que hacer en la mañana. Cada que se enojaba nos decía que estaría mejor sola, que eramos lo peor de lo peor y que ahora entendía por qué nuestros padres nos trataban así.
Ella sabía del abuso que viviamos con nuestros padres y se aprovechó de nuestra "nobleza" (incapacidad de decir que no) para tenernos de sirvientes. Yo lloraba casi todo el tiempo porque sentía que estaba solo en el mundo, le llamaba a mi mamá por teléfono cada tanto solo para llorar con ella. Me escudaba en la marihuana para olvidarme de esos problemas, pero para los que fuman marihuana saben que estar en un estado mental así y fumar marihuana solo resulta en malas experiencias.
La situación en general era muy mala, llegó un punto en que no sabía si hacer o no algo de cierta forma por miedo a que se enojara. Esa era mi vida, miedo, ansiedad, odio interno, y mucha ira, ansiedad por las bajas calificaciones y sentirme tan mal por no poder mejorar... Estaba mal. Mi hermano tampoco estaba mejor, pero al menos su horario le permitia irse de la casa temprano e inventar cualquier excusa para llegar mas tarde. Nuestro cuarto era un asco, un verdadero asco, que no le deseo a nadie, ni siquiera teníamos camas, dormíamos encima de cojines de sillón cubiertos de sábanas, la Karen nos prometía cada tanto que pronto nos compraría camas, pero nunca lo hacía. Y eso que además del alto sueldo que recibía, se lo habían aumentado.
Ni siquiera teníamos el valor de decirle a mis padres todo esto porque también nos había manipulado para creer que las cosas que sucedían en la casa se quedaban en la casa.
Todo acabó cuando yo tuve el valor, no se de dónde salió, un día simplemente dije "es suficiente" y decidí salirme de ahí, hablé con mi hermano, luego hablamos con nuestros padres, con quienes ya nos habíamos arreglado un poco, y decidieron que podían destinar cierto dinero a un lugar mas o menos bien para vivir, así que sólo faltaba encontrar sitio. Esto fue un problema nuevo, pues no encontrabamos el valor para decirle a la Karen que nos íbamos. Cuando se lo dijimos, hubo discusión y yo solté la sopa, le dije que era una abusiva y nosotros habiamos ido a estudiar, no a ser sus sirvientes. Nos dijo que no podíamos agarrar agua ni comida del refrigerador. Al siguiente día tomé todas mis cosas y me fui a casa de una amiga que me había ofrecido asilo.
A principios de este año conseguimos un nuevo depa, donde viviamos solo nosotros dos, y aunque ha sido un proceso horrible el dejar esos traumas, sobrellevar el PTSD y la adicción a la marihuana y arreglar la relación con nuestros padre, puedo decir que soy muy feliz, por la situación de la pandemia estamos en casa de nuestros padres y las cosas van bien, arreglamos un espacio para tomar clases y hacer tarea, mi gata tuvo gatitos y mi Chochita (asi le digo a mi gatita, es que está rechoncha) me hace la vida muy alegre con sus travesuras y amor, el semestre acaba de iniciar y estoy mas que listo para mejorar mis notas y desempeñarme bien en lo que hago. Tengo el amor de mis padres y mi hermano, mis amigos y no puedo pedir mas. Al final creo que, aunque fue un golpe terriblemente duro, necesitaba pasar por todo eso para ser la persona quien soy ahora, y quien estoy trabajando por ser. Recientemente salí del closet como no binarie y mis padres me apoyan, cosa que nunca habría podido hacer viviendo con Karen pues es una lgbtfóbica de lo peor, diciendo que apoya y es de mente abierta pero teniendo comentarios bien desinformados e ignorantes.
No se que clase de monstruo tuvo que traumatizar a esa asquerosa basura humana para resultar así, pero los traumas solo se superan con voluntad y/o yendo a terapia. Uno mismo se permite situaciones desagradables, y es muy importante aprender a discernir entre lo que quieres en tu vida y lo que no. Espero que nadie pase por nada así, y si lo hacen, que pronto salgan de esa situación porque las personas con derecho son horribles, tenía tiempo viendo videos de Voz de Reddit en Youtube y no había caído en la cuenta de que también fui victima de una persona con derecho.
submitted by Sespez to padresconderecho [link] [comments]

MADRE CON DERECHO QUIERE QUE MI PRIMO Y YO SEAMOS NOVIOS DE SUS MOCOSAS

Eh Que tal cracks, Soy el de la historia de "Madre con derecho trata de arrebatarme mi BMW M3 GTR" weno antes de empezar contexto:
Literal acaba de pasar hace unas horas (29/8/2020) , bueno mis tios con mis primos habian venido a mi casa de visita para pasar el tiempo con nosotros, los apreciamos mucho ya que fueron los que mas estuvieron a mi lado para superar la muerte de mi padre, que en paz descanse, bueno les pedi permiso a mi mama y a mis tios de ir con mi primo (inserte nombre de mi primo) para comprar algunos snacks y dulces, ellos aceptaron y con mi coche (si viste la historia anterior sabras) nos fuimos al supermercado para comprar ya que era mas barato ahi.
Bueno comenzemos.
Elenco: Yo: El Legendario Dios ssj xd
MP: mi primo
G: Gerente chido
GP: Grupo de personas chidos
MD: Madre con derecho
HD 1: Hija con derecho uno (la que se gustaba de mi)
HD 2 : Lo mismo ( pero se gustaba de mi primo y era mas pequeña)
-Estabamos ya en el super, la gente me saludaba ya que yo era muy conocido por el coche y tenia buena reputacion y me querian mucho. Bueno fuimos rapidamente a la seccion de snaks y dulces y ahi estaban las Demonios Karen y sus mocosas.
La conversacion fue algo asi:
Yo: Che (inserte nombre de primo) que llevamos?.
MP: Que tal esos Pringles y esos Saladix.
En eso la MD junto a sus mocosas nos ven y se les caen la baba al vernos, (eh de decir que no somos lo mas lindo que hay pero teniamos nuestra "belleza" xD)
HD 1: (Grita): PERO QUE HERMOSO QUE ERES (dirigiendose a mi)
HD 2: TU TAMBIEN LO ERES (dirigiendose a mi primo)
Nosotros nos giramos al verlas y al escucharlas nos quedamos como que Karajos.
Yo: Emm.. sisi gracias
MP: lo mismo gracias
Lo decimos con una sonrisa algo incomoda.
Las dos HD: quieren ser nuestros NOVIOS???
Nosotros aun mas WTF.
MP y Yo: Que???... No gracias
Las dos HD (con cara triste y lagrimeando): Porque somos hermosas y ustedes tambien seriamos la pareja perfecta.
Ahi la MD dice:
MD: miren lo que hicieron sean sus Novios (con cara enojada)
Yo: No queremos estamos bastante bien solteros, admitimos que son hermosas pero no estamos interesados en estar en una relacion (con tono amable)
HD 1: Pues seras mio A LA FUERZA.
En eso las HD vienen hacia nosotros, yo y mi primo las esquivamos y les decimos
Yo y MP: pero que demonios les sucede.
En eso la MD con sus brazos, y sus hijas se acercan para besarnos
Yo (con paciencia agotada y ya bastante furioso): DEJENOOOOOOOOOOOS!!!!
Con algo de fuerza me quito del agarre de MD y la pateo asi soltando a MP.
En eso le digo a MP: Oye estamos rodeados es hora de poner en practica "eso".
A lo que me referia es que yo practique un tiempo defensa personal, y tambien le enseñaba a MP cuando tenia tiempo que aprendio bastante bien.
Ambos en posicion de combate: Malditas locas les decimos por las buenas que nos dejen si no lo hacen tendremos que responder. Las 3 vienen hacia nosotros como para agarrarnos, asi que fue asi: YO vs MD y HD 1 y mi MP vs HD 2. Luego de un tiempo las dejamos en el piso ya que estabamos ya algo hartos.
Yo: Eso es lo que les pasa por molestarnos.
MP: Si, pensaba en darte una oportunidad para conocernos pero por lo visto sera todo lo contrario
La MD dice: Van a pagar por esto si no son Novios de mis hijas, los demandaremos por golpearnos.
Yo: Estas segura, porque hay camaras aqui y (señalo a los GP y la G) tenemos muchos testigos de nuestro lado, estas segura de lo que queres hacer?
Los GP gritaron: FUERA DE AQUI.
LA MD HD 1 y HD 2 se fueron pero prometieron que volverian por nosotros.
El G se nos acerca y nos pide perdon y nos dejo llevar gratis los snacks y volvimos

Cuando se los contamos ellos se rieron a muerte, y ahorita siguen riendose por lo que pasa
Bueno hasta aqui llega otra historia de Madre con derecho, como siempre si eres un YT de historias de reddit tienes mi permiso total de usar esta historia en tus videos, deja el link aqui en los comentarios para poder verlo.
Cuidense Cracks HASTA PRONTOOOOO
submitted by OmniDark1733 to padresconderecho [link] [comments]

Como sobrevivir en la cuarentena sin lastimar tu billetera pero no comiendo basura.

Holis, vuelvo al sub luego de hablar bastante con gente del chat respecto a como sobrevivir la cuarentena o simplemente sobrevivir siendo un inútil en la cocina o simplemente no queriendo ni pudiendo gastar mucho. Así que les muestro un par de comidas que no pasan de 150 pesos por cabeza.
Dos cosas básicas vamos a necesitar, para hacer estas variaciones de comida, super económicas, con proteína y sin tanto carbohidratos con vegetales escondidos para los más "pickys" a la hora de comer.
Lo que necesitan es una olla y una licuadora y cosas que estoy segura que tienen en la heladera o placard.
-arroz, preferiblemente el parboiled que no se hace tipo gomoso.
-aceite
-2 tomates
-1 cebolla
-3 o 4 dientes de ajo
-sal y pimienta
-lata de arvejas y choclo o algo de eso
En la licuadora vamos a meter un chorro de aceite, los tomates, cebolla, dientes de ajo, sal y pimienta, aceitunas negras si queres y un poco de agua.
En la olla un chorrito de aceite y metes las 2 tazas de arroz y lo sofritos sin llegar a quemar. (Sofritar significa lo moves y doras sin llegar a quemarlo). Luego le pones todo el líquido de la licuadora que armamos antes. Y le agregas un poco mas de agua, a ojo, te vas a dar cuenta si necesita y cuanto.
Eso lo llevas a hervor y luego fuego medio. Y lo vas revolviendo cada 5 minutos. El arroz parboiled o integral lleva como 20 minutos a media hora, usando el arroz común hace que se haga enseguida y no absorba nada bien y no agarra tanto gusto.
Cuando falten unos minutos para terminar de absorber el agua, le metes los champiñones/arvejas/choclo/ lo que se te cante de lata que tengas y apagas el fuego y dejas reposar con la tapa puesta. Si no tenes tapa le pones un plato arriba.
Todos los ingredientes mencionados gastas cerca de 200 pesos máximo yendo a la feria y comprando marcas como leader price o alguna de ese estilo baratas. Esa comida te va a dar para 3 o 4 veces. Fría le podes poner atún y hacerla tipo ensalada, con un poco mas de vegetales y un quesito crema quizás si te sentis re cheto.
Aca tenemos otra variante, no para vegetarianos/veganos. En vez de ponerle las latas, en ese mismo momento le pones un mix de mariscos congelados. Consegui un kilo por 420 pesos en Portisur, y despues en devoto me di cuenta que había 900gr por 390 pesos. Haciendo una comida de 600-620 pesos, que va a rendir cerca de 6 platos tipo cazuela, haciendo 100 y poquito por cabeza.
Si llegas a ponerles ese mix, va a tener que estar un poquito más en fuego intermedio, porque tienen que cocinarse. Les recomiendo dejarlo en la heladera ese mismo día para descongelar un poco. Cuando veas que esta cocinandose bien, lo apagas y dejas reposar con la tapa o el plato arriba como con las latas.
Dejen reposar siempre el arroz, al menos 10-20 minutos.
Ahora les traigo otra receta, súper fácil, no lleva más de 10 minutos. En devoto encontré filete de anchoa, el kilo 250 pesos, 5-6 filetes de muy buen tamaño. Es un pescado sabroso y sin espinas. También esta la merluza a 149 pesos el medio kilo por algún tipo de mes de descuentos que no sé explicar bien.
Una manera de hacerlo rico y que parezca frito pero que sea sano y no gastes tanto aceite es la siguiente.... Necesitas solo harina, sal y pimienta y un chorrito de aceite para la plancha/sarten/olla/asadera.
Si no tenes harina normal, yo uso harina de arroz pero puede ser maicena también. No use con polenta pero puede quedar cheto también.
Lo que haces es espolvorear una cucharada por arriba del filete, no del lado de la piel y apretás con los dedos o un tenedor, que se pegue bien. Si llegas a usar merluza, hacelo de ambos lados. Luego sal y pimienta a gusto. Cuando la sarten/ olla/placha este hirviendo, echar un chorrito de aceite solo para que no se pegue.
Apoyar primero el lado de la piel, así se dora bien lindo y luego dar vuelta al otro lado. A lo sumo 2 minutos de cada lado. Me han dicho que no tiene ni sarten ni plancha. Agarras una asadera, prendes el horno a full con la asadera adentro. Cuando este hirviendo, sacas con cuidado la asadera y apoyas el pescado. Intenta si podes hacer lo mismo, vuelta y vuelta de cada lado al menos 2-3 minutos.
Con un kilo de merluza o anchoa, comen al menos 2 o 3 personas.
Y listo! Tenes unas variedades lindas de comida, para salir de la rutina del arroz con queso y panchos (que no son nada baratos, salen como 200 pesos unos panchos del orto)
Si no son mucho del arroz, pueden cambiarlo por fideos, hagan la misma preparación de la licuadora, y pónganle mas agua. Cuando hierva meten los fideos. Dejen más tiempo del estipulado y luego metan una cucharada de maicena o harina para espesar esa agua/jugo y que quede como salseado/reducido con los enlatados o el mix de mariscos.
Espero que les sirva, y me cuentan luego que tal.
PD. Solo vuelvo para compartir esto. Sigo lurkeando y viendo todo lo que hacen.
Edit: link de merluza y descuento , era medio kilo 149 pei.
submitted by Tatelicious95 to uruguay [link] [comments]

Um motel em Osasco e muita dor de cabeça

Gostaria de compartilhar essa história anonimamente. Aconteceu há alguns anos, mas de tempos em tempos, eu sinto a vontade de desabafar.
Na época, eu era uma universitária bem careta. Me divertia pouco, reclamava muito e trabalhava ainda mais. Tinha acabado de sair de um relacionamento bastante longo e, com a pressão do trabalho, sentia uma crescente vontade de ser mais como os outros jovens. Meus pais nunca foram controladores, sempre tive muita liberdade, mas criei diversas barreiras emocionais com o tempo, me tornando uma pessoa bastante... pau no cu.
Enfim, comecei a usar o Tinder. Não gostava muito das pessoas lá e a imensa maioria dos usuários parecia ansioso para transar. Pois bem, conheci um garoto bastante diferente de qualquer perfil no meu círculo de amigos/exes: ele curtia música black/rap/hip-hop, usava bastante droga, gostava de farra e conhecia bastante gente. Naqueles tempos, eu ainda tinha bastante preconceito, então fiquei surpresa ao conversar com esse cara, pois ele era muito inteligente, sabia muito sobre todos os tipos de música, estava estudando em um lugar legal, etc. Fiquei chocada. Éramos bem opostos, mas em algum ponto no meio do caminho, as coisas se cruzavam. Ele se dizia feminista e tínhamos algumas pautas em comum, sabe? O tipo corinthiano antifascista que é mais usual atualmente.
Antes de tudo, gostaria de dizer que, olhando para trás, eu não tinha barreiras emocionais, eu tinha uma muralha da China emocional.
Pela primeira vez, saímos para uma hamburgueria entre a minha casa e a dele. Tinha que trabalhar até às 22h, cheguei 10 minutos antes do lugar chegar, atrasada. Ficamos no máximo 30 minutos conversando, eu paguei a nossa conta e falei que tinha que voltar pra casa. Ele quis me dar uma carona, quis forçar um beijo, eu agradeci, disse que não, peguei um Uber e voltei para casa. Lembro de pensar: essa pessoa realmente não é pra mim, não acho que deveríamos sair novamente. Mas creio que fui agradável, ele pediu para nós sairmos novamente, a despeito dos contratempos.
Eu morava sozinha e tinha uma vida bastante solitária, cansativa. Nós tínhamos marcado de ir numa balada alternas na Barra Funda, eu havia planejado de desmarcar de última hora. No dia, recordo de me sentir super carente, coloquei uma roupa horrorosa que tinha no armário e fui. Estava em um mal humor tremendo, fedendo, queria beber, bater papo e voltar pra casa. Esse rapaz sabia que eu tinha pouca tolerância para bebida e, sabia ainda mais que eu não usava drogas. Recordo-me que fui extremamente desagradável esse dia, soberba e convencida, a linguagem corporal dizia que ele estava ali por pura educação. Após três cervejas, minha cabeça rodava muito, eu estava completamente desorientada, lembro de ter dito algo que era verdade: "Eu nunca estive tão bêbada na minha vida, me sinto incapaz de controlar meu próprio corpo". Ele rapidamente sugeriu em irmos para outro local. Eu repeti que gostaria de ir pra casa descansar. Ele insistiu que poderia dirigir, que poderíamos ir para outro lugar. Ok. Aceitei, não me sentia em condições de fazer outra coisa a não ser segui-lo.
Pisco, abro os olhos, estamos perto de uma viatura. Ele já teve problemas com a polícia, eu sou branca e aparento ser a pessoa mais careta que você viu na vida, digo: "pode ficar tranquilo, não vão nos parar". Pisco, abro os olhos: estamos em um motel. Começo a ficar nervosa, não sei se quero aquilo. Eles não têm quarto barato, ele pega o quarto mais caro do lugar, consigo ver no rosto dele o misto de nervosismo e tesão. Eu realmente não quero aquilo. Pisco, abro os olhos: ele está em cima de mim em uma garagem cafona de motel. Minhas roupas fedem a suor. Eu falo que não estou a fim, que quero dormir um pouco. Ele me convence para entrarmos no quarto e que posso dormir assim que estiver lá. Se não me engano, eu fui pra cama de roupa e tudo, me sentia completamente exausta e fora de mim. Pisco, abro os olhos: estou só de calcinha.
Bom, o restante vocês podem imaginar.
Eu disse "não" duas vezes aquela noite (pelo que me lembro): uma vez no carro e outra vez quando eu acordei no meio. Além do fato que eu estava completamente desorientada, que certamente não demonstra consentimento. Acordei, ele estava virado para o lado, ansioso com alguma coisa, tinha um compromisso ou algo assim. Eu estava exausta e queria dormir mais, mas me esforcei para sair da cama para tomar um banho. Sentia-me suja, contudo, fui gentil a todo minuto, na medida do possível. Estava confusa e minha cabeça doía horrores. Rapidamente, estávamos no carro. Lembro da brisa no meu rosto, naquele Corsa rebaixado com som tunado, tocando uma música que eu absolutamente detestava, pensei comigo mesma, enquanto passávamos pelo Jaguaré: "eu nunca mais quero ver essa pessoa na minha vida".
Alguns dias depois, recebi uma mensagem. Ele falava para eu ir no apartamento no qual ele vivia com a mãe para nos "divertir". Respondi de maneira polida, agradeci por tudo e disse que depois daquela experiência só gostaria de sair com mulheres. A réplica dele foi algo igualmente polido, mas dizendo que se sentia ofendido, porque, apesar de respeitar os LGBTs, aquilo significava que ele não havia performado bem sexualmente (algo nesse nível, mas bem sutil).
Após você, leitor (se há um leitor para isso!), terminar isso tudo, qual é a moral desse texto? Fui drogada? Não sei, provavelmente não, minha resistência a álcool era bem baixa na época, ainda que eu não tenha visto ninguém na vida apagar com três cervejas. Esse cara foi babaca? Sim e não, provavelmente ele desconhece o próprio erro. Ele me respeitou? Absolutamente não. Eu fiquei com algum trauma? Olha, essa história, de tempos em tempos, ainda me faz chorar. Eu evitei por alguns anos sair novamente com homens. Entretanto, não guardo rancor dessa pessoa, ele possivelmente desconhece o fato de que estuprou alguém e eu não me fiz ser notada.
É isso. Se você, rapaz do Corsa rebaixado que fazia FATEC estiver lendo isso, tenho dois recados:
  1. Me desculpa por ter sido uma mala sem alça aquele dia, eu era bem soberba na época.
  2. Espero que você não tenha estuprado mais ninguém.
submitted by Rita_Bruce_Lee to desabafos [link] [comments]

Niño con derechos roba mi Nueva Nintendo Switch y y dice que gaste mi dinero en un juego BASURA.

Hola soy nuevo e Reddit un amigo me comento que aquí podía contar lo que sucedió en mi cumpleaños y cerca de año nuevo.
Bueno Protagonistas:
Niño Con Derecho: Sebas.Mamá: No pos mi madre.Papá: Mi viejo.Yo: Elefante doble guerrero psíquico ancestral.
Bueno otra cosa el español es mi segundo idioma así que si hay errores no se mueran.
Todo comenzó con mi día de cumpleaños, mi Mamá anteriormente me dijo que un niño llamado Sebas vendrá a mi cumpleaños y que tenia 9 años. Yo estaba medio entusiasmado por conocerlo que se viviría en nuestro mismo edificio y podríamos jugar x, alquilamos un salón para colocar mi Ps3 y jugar con mis amigos de la escuela, Y como esperaba vi una cara nueva con una bolsa y conoci al protagonista de la historia, todo estaba bien jugamos un juego de baile y otro como los wii sport pero una copia de Ps3. Hasta que comienza toda la historia, yo no tenia controles normales de Ps3 solo tenia los controles de movimiento, y les dije a mis amigos que trajeran sus controles, todos trajeron sus debidos controles, y nos pusimos a jugar un juego de Autos de Sonic. Y el niño ve mi colección de juegos, y ve un juego de Dragon Ball, me pide que lo juguemos y hagamos un torneo y accedí, lo pasamos bien y todo. Y como al final mis padres dicen que paremos todo y que obtenga mi regalo mas grande !ERA UN SWITCH¡ Estaba emocionado y vino con 3 juegos, Mario Oddysey, Pokemon Espada y uno de motos que luego vendí (algo importante para despues). Jugamos por un rato algunos de estos juegos y después de un rato el niño viene y me dice
Sebas: Me prestas tu Nintendo Switch? Es que se me ocurrió una ideaYo (me llamare Mauro por que se me hace mas facil y me vale pito el anonimato): Emmm No no ves que todos juegan al Mario?
En una media hora antes había llegado un niño con un Mario Party por que ya sabia que me regalarían un Switch
Sebas: Si lo veo, Pero dijiste anteriormente que tengo muchas buenas ideas y tengo otra mas.Mauro: No lo siento, es mi consola y tengo miedo lo que puedas hacerle.
Ahora Sebas esta haciendo un berrinche y su madre le pide que se calle, ( ella no es una Karen, Mas bien me siento mal que tenga que con vivir con el todo el tiempo ) Pero Sebas hace oídos sordos y llama la atención de todos, Mi mama de broma grita
Mama: El que llore no tendrá hamburguesas!!
Y como Sebas creo que le gustan mucho las hamburguesas se tranquiliza.Pasaron como 6 haras de puro gamming en switch, y mis padres dicen que puedo irme a la casa si quiero. Procedo a guardas las cosas que me regalaron, camisas, perfumes, rompecabezas etc, y allí esta mi Nintendo Switch. Luego por arte de magia me llegan unas ganas increíbles de ir al baño me llenan, pasan como 9 minutos, y me llevo mi bolso para volver al departamento. Y pasa como media hora y pensé *Jugare un poco Pokemon* Abro mi bolso y escarbo hasta lo mas profundo para no encontrar mi Switch le informo a mi mama de que mi Nintendo no esta, y empieza a llamar a todos los los padres de los invitados. Pero con Sebas fue distinto, ya que vivíamos en el mismo Edificio. Mi mama y yo fuimos directo a su departamento, para encontrarlo viendo instalar mi Switch con dock y todo.
Mama: Hola Sebas, esta tu Madre en casa
Sebas: No, fue a comprar algo de comida
Le informo a mi mamá si podemos pasar, y asiente levemente. Pasamos y llegamos al su lobby donde esta mi Nintendo conectada al televisor y le digo
Mauro: Con que te compraron un Switch tambiénr.Sebas: Emmm Si me la compraron justo hoy.Mauro: Puedo verla?
Sebas sabiendo lo que descubriremos intenta detenerme, y enciendo el Switch y veo mi perfil.
Mauro: Con que no compraste tu Switch eh? Robar es muy malo Sebas nunca mas lo vuelvas a hacer
Luego se oye la puerta abrirse, y entra su madre y nos pregunta por que estamos allí le explicamos y dice que lo castigara por robar.
Aquí podría terminar el post, pero noooo hay una segunda parte.
Esto fue a finales del año pasado, yo quería el Super Mario Maker 2, ya en este juego había tenido esta actualización la ultima semana, y le digo a mi papa de ir a compara con mi dinero. Lo otro la empresa de mi mama le entrega a cada niño mayor a 12 años una tarjeta de regalos de 30 dolares, y con el juego de motos que vendí tenia el precio completo, compro el juego y vuelvo a casa. Termino todo el juego, y creo un nivel rápido para jugar con el, ya que el venia a visitarnos 1 vez a la semana por que se sentía aburrido, luego llega y juega con cara de aburrido, este me dijo que quería jugar Pokemon espada "conmigo" y no el solo venia a jugar Pokemon solo mientras yo veía como jugaba, yo le dije
Mauro: No jugaremos mas Pokemon por que de donde crees que saque la el dinero para comprar el Mario?
Sebas: Me importa poco donde esta el Pokemon que estoy muy aburrido.
Mauro: Que vendí el juego para poder comprar otro!!
Y se queda callado por un rato. Como a los 20 minutos me dan ganas de ir al baño, y cuando termino de hacer lo mio, lo veo excavando en mi habitación y consiguió el Pokemon. Y empieza restregarme en la cara que consiguió otro juego así que lo consiguió ahora es de el. Luego le grito
Mauro: TE DI PERMISO PARA ENTRAR A MI CUARTO¡?, TE DIJE QUE NUNCA MAS JUGAREMOS ESTE ESTE JUEGO, SOBRETODO TU NIÑO ENTROMETIDO¡¡
Sebas: ...ok...
Después de un rato pe empieza a pegar con la rodilla, se convierte ya en un rodillazo muy fuerte.
Mauro: Para
Sebas: Ya tu no me mandas niño entrometido. (empieza a dar ya patadas)Mauro: Para o también me pondré rudo.Sebas: Lalala no me puedes pegar por que soy pequeño Lalala.
Yo anteriormente había practicado boxeo para defensa personal, pero solo se conectar golpes y defenderme y también mi papa era mi entrenador. Luego me paro del sofá y me pongo en pose para defenderme, y Sebas se pone como si fuera un karateka profesional (el cual obviamente no era) Intento darme un golpe y fallo miserablemente y mientras caía por su propio golpe, aproveche y l conecte un golpe en toda la cara, le sangra un poco la nariz y creo que se hace el desmallado digo creo que por que parecía un poco fingido, y a los 2 min se despierta. Y mi papa lo atiende ya que es el único en casa, y dice.
Papá: Si sabias que hacia boxeo, no debiste provocarlo que Mauro de pequeño sufrió de problemas de ira, y es muy fuerte y grande para ti así que tenias todo en tu contra, y a ti Mauro
Yo esperaba mi castigo por ello, pero me felicito y me dijo que me habia entrenado bien, y que me compraría otro juego un poco mas barato.
Me Compro el Rocket League y el Sonic Mania.
Fin de las historia.Si tengo apoyo contare lo que a pasa con Sebas y tenerlos informados de todo. Y tampoco se si este es el lugar concreto para este tipo de historias. Gracias por leerlo todo :D
Edit 1:
Olvide mencionar unas costas de la segunda historia, El Sebas, en el momento donde estaba jugando mario después de que el encontrara mi juego, dijo que te hubieras comprado una Nintendo Switch para que la regalarse a el en su cumpleaños. Por que el cumplia en Enero como el 9 del mismo mes, también tenia un cachorita se llama Bella, la cual a ver al Sebas noqueado le lamió la cara, y cuando despertó, se lavo la cara, pero solo fue por la sangre, y el es muy quisquilloso y nunca le diré lo que le hizo Bella. Puedo contar otro berrinche que hizo en un cumpleaños, pero eso sera otra historia, na mentira, es muy corta así que la cuento rápido.
En su cumpleaños me invito a ver una película trataba sobre un espía paloma o algo así me dormí, y aparte como estaba en español, me aburrí por que el ingles es lo que se me facilita mas entender, continuo, el día sigue normal y el niño nos invita a su casa por que celebraría allí su cumpleaños, todo fue aburrido, lo mejor de la fiesta fueron los invitados, ya que me hice amigos de ellos ya que todos tenían discapacidades, y les hice un regalo, como eran una familia, los dibuje como un grupo de héroes, no entrares in details, pero era algo así el dibujo. El niño mas pequeño sufría de autismo, así que lo dibuje como si fuera super inteligente y que tenia la capacidad de mover todo con su maravilloso cerebro. Al del medio le dibuje con el super poder de ser super fuerte, por que al parecer sufre de algo que hace que sus huesos sean muy frágiles.
Y la mayor, la dibuje como Samus Aran, que tenia un Traje Robotico que tenia un disparador, ya que le faltaba un brazo por que se lo amputaron por diabetes.
Bueno todos se quedaron fascinados por mi increíble dibujo y me dieron como 3 dolares para que hiciera otros 3. Con gusto los hice. Y los otros invitados me pidieron dibujos, y como cada uno me pidió un dibujo y cada uno pago, gane como unos 26 dolares, luego el cumpleañero me dijo que le hiciera un dibujo y que sea gratis por que es su cumpleaños, yo accedí pero no lo coloree, y me dijo que le hiciera con super músculos, y super todo, y lo hice con un poco de humor, algo gigantesco y con una cabeza super pequeña, y se molesto y pisoteo mi dibujo, el cual curiosamente fue al que mas tiempo le invertí por los detalles de los músculos, luego me dijo que le hiciera otro, yo le dije claro, pero si lo quiere tendrá que pagar como el resto, enojado no me vuelve a hablar en toda la fiesta, later en el momento de abrir lo regalos, dejo el mio para el final, ya que era una caja relativamente grande, pensando que seria un Switch, luego lo abre, y es una Nerf. se molesta y lanza la pistola y luego viene a reclamarme.
Sebas: Por que no me compraste mi Tendindo (lo dijo así por que se trabo la lengua) como te sugerí. Mauro: Exacto me sugeriste, pero nunca tuve la obligación de hacerlo, ademas, te compre ese regalo que me costo como 20 dolares, mal agradecido.
Sebas: MAMÁ QUIERO UN SWITCH COMO EL DE EL. ( hace un berrinche otra vez )
Nadie le presta atención por que ya saben como es el. Todo el berrinche termina allí por que veía como no pasaba nada. Luego nos saltamos a la hora del pastel, aquí viene la mejor parte, como los chilenos aveces hacen, le dicen al cumpleaños le dicen que muerda la torta, y luego flaaash, su cara en el pastel, yo queriendo imitar eso coloco mi mano detrás de el. y me dicen que no lo haga, y retrocedo, luego un viento sopla las velas y todos se ríen y el se sonroja de la vergüenza. Luego de nuevo la canción del cumpleaños, y un invitado de la fiesta que parecía de unos 30 años hace lo de la cara en la torta, se pone a llorar, y me pega una patada y un golpe a su mamá, pero no sabia lo que hacia ya que no veía por el pastel, luego se limpio los ojos ya que no se oía nada, y ve su tía (que es la hermana de su madre) con una cara de hoy mueres. Se lo llevo a el baño, y solo se oían gritos y llantos, todos nos queríamos reír por lo absurdo de todo, y cuando la tia sale con Sebas, no aguantamos y la mayoría rió como si no hubiera un mañana, pero Sebas con la cara muy pegajosa por sus lagrimas, sale corriendo a su cuarto. Y el resto fue oír a Sevas gritar solo, su madre avergonzada, y el resto riéndose de todo con rico pastel.
submitted by LeMauriceUwU to padresconderecho [link] [comments]

Relato de um ex-barman

ESSE RELATO NÃO É MEU, ENCONTREI NO FACE E COMO ACHEI MUITO INTERESSANTE DECIDI TRAZER PARA O REDDIT.
Relato da internet: Parte 1 Já trabalhei como barman e observando bastante a vida dos que estavam do outro lado do balcão, tudo o que já falaram é verdade.
Entradas para as mulheres são sempre cortesias. Os homens pagam caro. E não se enganem achando que as mulheres não pagam a entrada, quem paga são os homens. Se a entrada na noite custa R$ 30,00 pra um homem, a verdade é que é R$ 15,00 masc(a dele). e R$ 15,00 femin(de alguma menina que entrou "free"). Os donos de bares jamais levam prejuízos e nada é de graça. No bar que eu trabalhava, o dono fazia "descontos" para os amigos, e usava esse argumento.
Nos bares sempre tem as bebidas originais bem guardadas, que são destinadas aos Vips. Geralmente, os alfa$. Os ricos chegam, as bebidas de qualidade vão todos para eles, e pegam mulher com o rodo. Já os pobres coitados que não são ricos, consomem bebidas falsificadas e não pegam ninguém.
Nesses lugares, o que mais vi mandar em tudo é o dinheiro. Quanto mais rico o cara for, mais mulher ele consegue. E nunca vi um alfa físico sair ganhando de um rico. A ordem de prevalências pelo que já constatei é:
  1. Ricos.
  2. Caras que tem o shape massa.
O resto nem entra, porque gordos, magrelos, baixos, pobres, etc, só levam prejuízo na balada. Prejuízo financeiro e EMOCIONAL. Quando conseguem alguma coisa, é no final da noite com alguma feínha que foi rejeitada pelos alfas. Quando a balada está terminando, e aquelas meninas que foram rejeitadas pelos alfas estão voltando para casa chateadas com a vida, é onde os zé ninguéns conseguem alguém. A única chance para o cara mediano na balada conseguir alguma coisa, é no fim dela. Pois mesmo uma vilena numa balada se sente uma rainha, e despreza todo mundo, com um ego gigantesco. Elas fazem isso porque se acham dignas apenas dos alfas. Mas quando os alfas as dispensam e a rejeitam porque acharam outra mulher mais atraente, é um tiro bem no meio do ego dela, pois ela passou a festa inteira dispensando os medianos porque se achava digna apenas do alfa, e agora no final ela vai embora sozinha sem ninguém? Aqui é onde o emocional está fragilizado e onde o homem mediano terá mais chances de conseguir alguma coisa com uma menina mediana ou feia. As bonitas, esqueçam. Não tem nem como se você não for alfa.
Se a intenção é pegar mulher, se for ao puteiro gastará bem menos financeiramente, não terá desgaste emocional, e o risco de pegar DST é o mesmo da mulher baladeira. Se brincar, é até menor. Se não for rico, beberá bebidas falsas, terá prejuízo, e saíra com o emocional destruído de lá, achando que o problema do mundo não te aceitar e te enxergar é seu.
Já vi muitos clientes homens medianos, indo pagar sua conta cabisbaixo, sem graças, com dois ou três amigos tudo desanimado porque vão embora sozinhos dentro um carro. E outros fingindo que só foram na balada pra curtir, que embora não tenham pegado ninguém, se divertiram e etc. O que é mito.
E tem um monte de mulher que paga de santinha falando que vai só pra curtir e ver o Dj, ou porque gosta de tal banda e etc, mas vai só pra dar toco. Não gostam de transar, não gostam de beber, não gostam de nada, só de se sentirem poderosas. Até os alfas penam nas mãos dessas mulheres em baladas.
Em baladas, o único que ganha realmente é o dono da boate. Pois ele ganhou um lucro exorbitante nas bebidas que vendeu(porque TODAS as bebidas são compradas a preço de banana, se você paga R$ 250,00 numa garrafa de whisky, pode ter certeza que ela foi comprada por R$60,00 no máximo, e se for falso, R$ 20,00 ou 30,00). Para constatar isso do preço, é bem simples, vá um supermercado e olhe o preço da garrafa. Depois divida ele por 2. E compare com o preço que você pagou na boate. No bar que trabalhei, compravam latinhas de Antartica por R$ 1,45 no próprio supermercado, e revendiam a R$ 5,50. Quando compravamos direto da Ambev, havia longneck que pagamos 0,90c a unidade, e revendiamos a R$ 6,00 ou R$ 7,00. O dono sempre tem mulher no pé dele, e mulher top. Ele nunca fica "desamparado sexualmente". O status do cara de ser dono de uma boate, desbanca todos os alfas.
Na minha opinião boate é um prejuízo de todas as formas possíveis, exceto para o dono. Mesmo para os alfas e ricos, é um prejuízo tanto financeiro como emocional. Pois você continua pagando pra comer a menina e se desgatando emocional fingindo interesse, competindo com outros machos e etc., mas eles não ligam, né?
Parte 2 Baladas é tanto o puteiro para mulheres, como disseram, como também é armadilha para bobos. É bom mostrar os outros aspectos que prejudica o homem, não sendo só as mulheres, para que possam ficar alertas. Todos os panfletos, as propagandas, as pulseiras de camarote, os copos e bonés e outros brindes... Tudo isso é friamente pensado pelos organizadores da festa para vender uma ilusão enorme, de tal forma que faça o nerd jogador de minecraft sentir vontade de sair de casa e ir lá e gastar seu dinheiro achando que vai se dar bem, de fazer a mais alta piranha sonhar que vai encontrar o Eike Batista dela lá dentro. Observem bem na cidade de vocês como são as propagandas, se você esquecer seu bom senso um pouquinho, você vai cair no conto de que balada é o melhor lugar para ir e ser feliz.
Por trás dos autofalantes, dos graves, do neon, daquelas pessoas fingindo ser felizes, está um máquina pronta pra sugar seu dinheiro. A intenção é sempre pegar o dinheiro do homem. É por isso que eles também lotam de mulheres, quanto mais cheio de mulher um lugar estiver, mais homem disposto a perder tudo o que tem. Mulheres são as iscas, a massa de manobra, para juntar homens fracos emocionalmente e sugarem seu dinheiro. Em uma análise bronca, pode-se dizer que boate é uma das coisas mais anti-homem já criadas. Porque ela nunca prejudica as mulheres de fato, somente homens. Pois mesmo as mulheres sendo apenas iscas, elas ganham emocionalmente e ganham a chance de encontrar um bobo para ser provedor (e acreditem, tem muito playboy que assume uma bomba dessa).
E depois que o camarada entra lá dentro, ele vai ser vampirizado financeiramente o quando puder. A vampirização emocional é só a consequência de ser bobo. Eu mesmo comprava maços de Carlton por R$ 6,50, e vendia cada cigarro picado por R$ 2,00. Eu ganhava em torno de R$ 30,00 por maço, pois na boate não era permitido vender e fumar, mas o cigarro é um símbolo de status que todo mundo lá dentro quer, até quem não fuma quer fumar pra poder ser notado, e quem se aproveitar disso... Será que é errado? Não sei. Eu fazia. Sei que quando meus maços acabavam, os caras ficavam tão fissurados que saíam da boate, iam até os postos de combustíveis, compram cigarro e voltavam. Só pra poder senta na mesa fumando. E a mesma lógica vale também as drogas ilicitas (que eu não vendia, mas quem vendia ganhava uma puta grana).
O ambiente geralmente é tão baixo, que as pessoas que estão no camarote, com pulserinha e copo estilizados por exemplo, esnobam as pessoas que estão na pista. Mulher então? Elas faziam questão de mostrar que são apenas para os vips lá de cima. As mulheres quando sobem para os andares superiores, elas se sentem como verdadeiras deusas. E falo isso porque, eu trabalhei no bar de camarote, e minha função era apenas preparar coqueteis e servir bebidas, nada mais e também não abria nenhuma exceção pra favorzinho. E ouvia muitos sapos de mulheres dizendo que estudam medicina ou direito, que estavam acompanhadas de fulano de tal, que eu tinha que fazer o que eles mandavam... E eu nunca fazia. Só me restringia ao bar. Já tive que chamar segurança pra me defender porque os ricões, além de bobos, ainda queriam pagar de machões e iam lá tirar satisfação do porque não levei algo para a mesa deles etc, sendo que tinha garçom pra isso. Alias, os garçons... Pobres coitados! Eram o que mais sofriam. Raramente eu trabalhei com o mesmo garçom por mais de dois meses, eles não aguentam. Eles chegam na mesa e são ridicularizados, pelos homens que querem bancar os machoes e pelas mulheres que sentem poderosas. É realmente um trabalho de cão. A maioria dos garçons(e barmans) eram estudantes, caras feios, magros, precisavam de um dinheiro extra, e faziam esses bicos. E quando topavam de servir uma mesa cheio de caras ricos, mulheres bonitas e etc... Puts. Dava dó. Eram motivo de piadas. Você via nitidamente o emocional dos caras destruídos. Tinha que ter um emocional muito forte pra aguentar aquilo sem esmorecer. As mulheres sentiam um prazer enorme em ver outros caras pisando no pobre coitado que estava servindo elas, elas se sentiam, de verdade, deusas. Eu aposto que elas gozavam quando debochavam dos outros.
E, também, boate é um ambiente muito inseguro. Além das brigas constantes que sempre acontecem, quase dono nenhum gasta dinheiro investindo na segurança da infraestrutura, porque eles pensam que nunca vai acontecer nada na boate deles.
Parte3
Sobre DSTs, era prache eu ouvir comentários de fulanas e ciclanas que tinham herpes na xota. Com tempo você vai pegando amizade com alguns caras, seguranças, e as fofocas correm. Mulheres bonitas, que só frequentam camarote e só andam com os ricões e esnobavam todo mundo, tinham histórias muito cabulosas. Tinha menina que eles falavam pra não deixar ela nem fazer boquete porque senão o pau pegava carie. Meninas que todo matrixiano JAMAIS pensaria que fosse tão nojenta. E são essas meninas que vão se casar aos 30 anos com um bobo matrixiano que jamais vai saber do passado negro dela. Já vi alguns casais por aqui, um cara gente fina, que mal saia de casa, junto com uma menina que era verdadeiro carrapato de boate. E quando elas reconhecem a gente na rua, abaixam os olhos, ficam com medo da gente ser amigo do namorado dela e contar as coisas que viamos.
Mals o textão. Mas pra quem teve saco e quis ler, fica o relato. Se eu contar todas as histórias escabrosas que já vi e ouvi, do que a gente faz nas boates com as bebidas, enfim, é de doer os olhos. Mas tem gente que apanha e apanha e continua indo. Tenho amigos que diz que exagero muito, que eu sou revoltado e etc. Mas, as pessoas são como animais criados pro abate, são influenciados pela propaganda, sempre vão, se dão mal, passam mal, mas acordam no outro dia crente que o próximo final de semana será diferente. Enquanto isso vão só perdendo dinheiro e tempo.
Eu não recomendo o cara nem ir a um pub bem light. Embora não sejam um ambiente tão fútil e banal como é a boate, acontecem as mesmas coisas, mas apenas em menor escala e mais discretamente. Se a intenção é beber com os amigos, descontrair e relaxar, é melhor queimar uma carne em casa e comprar bebidas por conta, por exemplo. Pelo menos é minha opinião. Para conhecer mulheres: não faça isso, meu amigo. É tiro no pé.
Talvez alguém pense que essas coisas são exageros, mas é a minha conclusão da minha experiência pessoal enquanto fiz bicos de barman. E quando falo barman, esqueçam aquele esteriotipo de cara fortão, bonito que usa uma gravata borboleta no pescoço, na maioria dos casos é só gente normal fazendo bico. Esses "showmans" são outra parte da história que tem bastante privilégios por serem alfas. Eu não fazia parte dessa categoria. Pra eles as boates devem ser boas. Não era para mim porque eu sou um cara normal, e talvez por isso até pareça um butthurt. Mas é só um relato que espero que sirva de alerta. Hehe
Parte 4 Obrigado pelas boas vindas, pessoal!
Então... Sobre as histórias cabulosas, vou começar contando as profissionais. Claro que existe boates exceções assim como mulheres (será? ), mas... Enfim. Eu também não trabalhei em clubes de tão alto padrão assim, quando eu falo que era clubes pra quem tinha dinheiro, é porque as coisas eram muito caras. Mas, não é nada comparado a uma boate grande e famosa. hehe
Começando pelas bebidas, coisas que barmans geralmente são obrigados a fazer:
- A maioria das pessoas não bebem as cervejas completamente, pois elas esquentam rápido na mão, e sempre volta pro bar ou fica espalhado pelo lugar longnecks pela metade. No final da festa, alguns barmans despejam toda essa sobra de cerveja num balde, enfileira as longnecks e coloca funis nos gargalos, e sai enchendo elas tudo novamente. Depois colocam a tampinha e botam pra gelar. As cervejas, lógicamente, vão ficar chocas. Por isso só devem começar a servidas após 2h da manhã, por exemplo. Onde a maioria já se encontra bêbada e qualquer coisa que consumir está gostoso. Como os barmans, por cortesia, sempre abrem as longnecks para os clientes, eles nunca desconfiam das tampas frouxas. Não fiz muito isso, mas já trabalhei em um local e uma festa ao ar livre que fez. Não era prática diária comigo.
- Os sucos naturais, não são naturais. Muita gente pagava o preço por um coquetel feito com o suco da laranja exprimida na hora, mas tudo era somente suco de saquinho(tang ou o mais barato que tiver) batido no liquidificador. Ele fica consistente e espumoso como um suco da fruta. Restaurantes também fazem essa jogada. Um copo de suco "natural" de 200ml era R$ 4,50, por exemplo. O saquinho tang que fazia 1l no liquidificador era 1 e pouco.
- As tequilas sempre saíam em dose, e as garrafas sempre ficam com o barman. Reaproveitamos sempre a mesma garrafa, enchíamos ela um pouco menos da metade de whisky vagabundo ou falsificado, e completávamos com pinga vagabunda. Sacudiamos e vu a la! Tinhamos uma tequila ouro José Cuervo. Como a maioria das pessoas não conhece gosto de nada, pagam R$ 15,00 numa dose de 50ml que custou apenas, no máximo, R$ 5,00 pra fazer. E pior: muitos ainda elogiavam. xD
- Tinhamos um tónel, que se dizia vender cachaça artesanal. Cada dose de 50ml era R$ 6,00. Mas sabe o que tinha lá dentro? Pinga barata de R$ 3,00 o litro. Aquelas 51, 21, 31...
- Os whiskys que servíamos no bar, sempre eram tretas. Muitas vezes a gente fazia aquele lance de encher a garrafa de coca-cola com whisky barato e acoplar ela na boca de uma garrafa de Red Label e mandar o o whisky vagabundo pra lá. Essas geralmente são as que ficam penduradas no dosador de garrafa invertido. Numa festa com umas 3 ou 4 caixas de whisky, tinha no máximo 3 ou 4 garrafas realmente originais, guardadas para os magnatas.
- Quase sempre a gente recebia ordens pra marcar coisa a mais na comada do cliente, se ele parecesse que estivesse muito bêbado. Quando eles iam pagar, sempre ficavam muito putos com as meninas que trabalhavam no caixa, mas, então o gerente jogava aquela onda de que ele emprestou a comanda pra alguma mulher, que ele não lembra, se a coisa aperta muito já vinhas os seguranças intimidar, no final o cara sempre pagava. Não tinha jeito.
- As porções nunca jogavam fora. Já vi cozinheira tirando cinzas de cigarro de um resto de porção de batata e guardando as batatas pra usar com outra pessoa que comprava porção.
Tomem bastante cuidado, porque vocês nunca vão saber o que realmente estão consumindo. Isso não vale só pra boate, vale pra restaurante, lanchonete, casa da vó etc.
Também existia alguns esquemas de lavagem de dinheiro, eu não sabia muito sobre isso, só ouvia a respeito. Mas alguns eventos em fazendas particulares, reunia bastante magnata e alguns amigos afirmavam que rolava um esquema de lavar dinheiro tenebroso. E que muitas boates são usadas pra isso. Sobre isso não posso afirmar com certeza, isso foi só um boato que eu ouvia e acreditava, por tudo o que eu já presenciei lá.
Para atrair homens para festa, o promoter dava brindes, cortesias e até dinheiro pra algum grupo de meninas fazer volume na porta da boate. Já dava as instruções para elas irem super maquiadas, roupas curtas e ficarem bem visíveis. A panfletagem nas ruas e nas faculdades, era sempre feito por meninas bonitas e com roupas curtas. O próprio promoter que cuidava da casa, fazia uma propaganda ferrenha no Facebook. Pra cada 5 mulheres que ele marcava no post, ele marcava 1 homem, por exemplo. E pedia pras meninas confirmarem presença no evento divulgado no Facebook. Tudo isso pra dar a impressão que naquela festa tem mais mulher do que homem.
Parte 5 Então, o homem escravogina, solitário e carente, via aquele harém pela baguetala de R$ 30,00 o ingresso... Era casa cheia na certa. Uma vez lá dentro, o cara até parcela a consumação no cartão de crédito. A maior dificuldade é sempre fazer o homem entrar na boate, porque depois que está lá dentro, já era.
Um pouco do lado obscuro:
As mulheres nunca me cantaram no balcão com um real interesse em mim. Geralmente, aparecia uma mediana que estava de favor na festa, jogar um charme pra tentar descolar um drink de graça. Como eu não dava, saíam nervosas e davam chiliques. Mas alguns colegas davam, e só ganhavam um sorrisinho de volta e a menina nem voltava mais no bar, senão pra tentar pegar outro drink na faixa. Mas para meus colegas, aquele sorrisinho era sinônimo de um casamento. kkkkk
Elas sempre pediam para o acompanhante delas levantar e buscar bebida no bar, jamais ela ia sozinha ou ia junto com ele. E nesses momentos, esses prazos de 5 e 10 min, é onde ela flertava com muitos outros homens. O cara saia da mesa para buscar mais bebida para ela, e ela levava aquelas bulinadas do cafa de leve, pra elas era como se estivessem numa sauna greco-romana.
Banheiro de deficiente físico sempre foi usado como quarto de sexo. Isso era unânime em todas casas que trabalhei e eventos que fiz, era só jogar um "café" na mão do segurança, que o próprio segurança vigiava a porta pra não deixar ninguém interromper a trepada. Aqui era onde muito cara com físico bom e pouca grana, algumas vezes ganhava a noite. Ele não precisava de carro, nem de levar no motel, nem nada, torava a menina na lá no banheiro e só dava uma gorjeta pro segurança. Havia vezes que garotas de programas trabalhavam discretamente nos eventos, em parceria com os seguranças. Elas davam uma grana pra eles, e ela fazia o trabalho. A mesma menina, que nem parecia puta, ás vezes transava com 3 ou 4 cara na mesma noite, sem ninguém nem desconfiar que rolava uma fita dessa lá dentro. Mas como nada fica discreto pra sempre, começou querer haver CONCORRÊNCIA, outras meninas também queriam, e aí começou virar bagunça até que o dono deu um jeito de cortar ameaçando os seguranças de demissão.
Muita gente FINGIA ficar bêbada pra ter desculpas para fazer merda. Isso eu via muito, e a maioria sempre era mulheres. Elas subiam na mesa, faziam danças sensuais, ligavam para ex, pegava no pinto do caras, traiam os namorados, enfim, fingindo completamente que estavam bêbadas. Eu sabia que era fingimento, porque eu tinha um certo controle de quem bebia no bar, dava pra saber o quanto a pessoa consumiu e tinha menina que tomava duas cervejas e começava a fazer merdas, só pra ter um monte de cara endeusando elas e poder fazer uma putaria "sem culpa". E quem fica bêbado com duas cervejas? Mas tinha muito idiota que caía.
Certa vez, trabalhei em um evento que veio uma Dj que era da Espanha, senão me engano. Não lembro o nome, mas era uma menina baixinha com trejeitos de sapatão, cabelos raspados do lado e tranças onde tinha cabelo. Quem é mais ligado em música eletrônica deve saber o nome, eu não lembro. (Ela é aquele tipo de dj desconhecido no país onde mora, mas quando vem pro Brasil, faz sucesso, porque brasileiro é lambe-saco de gringo.) Eu sei que foi um evento que todo mundo quis ir, mas o lugar estava lotado, ingressos caros e etc. Havia uma menina que estava lá dentro, mas queria passar mais cinco amigas pra dentro da festa na faixa. O segurança não deixava. Até que uma delas ofereceu um boquete pra ele. Não foi nem o cara que pediu. A própria menina ofereceu. Obviamente, ele não recusou. Deram um jeito de ir pro estacionamento da fazenda e mandou ver. Entrou as cincos. Depois vi essa mesma menina beijando um playboy na mesma festa, o que me embrulhou o estômago. E com o tempo, ela foi ganhando fama de boqueteira entre os seguranças, então toda festa grande, os caras quase saiam no tapa pra decidir quem ia ficar na portaria, porque já sabiam que ela ia aparecer por ali. Afinal, ela não tinha grana e não tinha jeito de entrar, mas queria estar no meio dos playboys. E ela virou figurinha marcada mas depois sumiu. Um belo dia, num pubzinho, eu tava na porta conversando com os seguranças, ela me desce do carro de mãos dadas com um playboy. O segurança cumprimentou ela, e ela fingiu que não conhecia(sendo que ela tinha um passado negro com ele). Cumprimentou apenas o dono do pub e falou que agora estava noiva do fulano de tal. O cara tinha grana, a julgar pelo carro que ele tinha na época. E depois nunca mais víamos ela nas festa, e quando ia, ia acompanhada dele.
Que fique claro que não estou querendo criar ódio por boates, é só um relato do que vivenciei. O cara que quiser ir, não se prenda no que eu falo não, só fique atento. Hehe
Parte 6 Fico feliz em saber que tem alguma utilidade minhas observações. É impressionante o que você enxerga por trás das coisas somente observando. Nem precisa ser clarividente. hehe
Com o decorrer do tempo vou dando um up aqui com as histórias banais.
Mas acho que o mais importante que eu queria ter compartilhado com vocês a respeito das boates, era a questão de como fraudávamos bebidas. Porque isso é algo que prejudica a saúde dos consumidores a longo prazo, e além de pagar caro por algo que você nem sabe o que é. É algo que me arrependo de ter feito, embora fosse meu trabalho, então eu sempre tento alertar as pessoas que vão em boates para ficar espertas nesse sentido.
As histórias das perícias femininas são coisas bem baixas, praticamente histórias de filmes pornôs. Mas nada diferente do que acontece fora da boate, também.
Eu achava mais interessante o comportamento masculino do que o feminino, e aprendi muito observando caras que estavam caídos, usando a tal lógica reversa. Por exemplo, nas festas acontecem muitas frustrações, e na minha condição de barman, muitas vezes acabávamos fazendo um papel de ouvinte e psicólogo. Muitos homens bebem para amenizar as dores, e quando encontram alguém para ouvir os problemas deles, os caras desabam. Geralmente, esse alguém é o barman, o garçom... Ninguém do outro lado do balcão, nem os próprios amigos do cara, o acolhem nesse momento. E aqui vivenciei muitas situações constrangedoras, de caras enormes de tamanho, chorando feitos beberrões na minha frente. Era engraçado, porque eu sou um cara pequeno e mais duro emocionalmente do que eles(que em teoria, pareciam ser os caras mais frios do mundo) . hehe
Eu não podia fazer muita coisa a não ser ouvir e guardar aquelas histórias como experiências. Eu praticamente nunca consegui ajudar nenhum cliente. Todos eles queriam ouvir que a esposa era exceção, que mesmo traídos deveriam dar segunda chance, que ele era o errado da história, etc. Nenhum aceitava qualquer ponto de vista diferente em que a sua companheira fosse uma pessoa ruim. E ás vezes, discutiam comigo defendendo a esposa após eu aplicar pequenas injeções de real. Mas com tempo percebi que era inútil tentar salvar alguém, porque existe homens que se acomodaram a viver numa lama emocional que tem até medo de sair dali. Eu no máximo consegui algumas amizades, que me ajudaram depois a arranjar outro emprego melhor, mas, os caras infelizmente vivem a mesma vida que levavam, com migalhas emocionais, dores profundas e um depressão que eles tentam abafar com bebida, gerando lucro pra alguém que se aproveita da fraqueza emocional desses mesmo caras.
Acho que se o cara assimilou bem a real, é esperto, tem uma grana pra gastar que não vai fazer falta, tem problema nenhuma ir em boate. O único problema que vi mesmo é o cara pobre que se endivida achando que vai ter sexo fácil ou o ingenuo que vai achando que vai encontrara mulher da vida dele lá.
submitted by galoccego to brasilivre [link] [comments]

HOW INDIANS TAKE THE WORLD'S FULLEST TRAIN UNPRECEDENTED SCENES FROM T...

HOW INDIANS TAKE THE WORLD'S FULLEST TRAIN UNPRECEDENTED SCENES FROM THE BANGLADESH RAILROAD 👉Link do site oficial : https://bit.ly/Viajar-de-Trem
➥ COMPARTILHE ESTE VÍDEO: https://youtu.be/xBSjaEEVxWc
CENAS INÉDITAS DA FERROVIA DE BANGLADESH. As pessoas Vivem reclamando dos nossos transportes urbanos, mas na Índia a coisa é bem pior, olha como os indianos pegam o trem,na ferrovia de Bangladesh. Assista também a esses vídeos : A poderosa e vigorosa MARIA fumaça APITANDO (Capitulo 01)🎯 🎥 Link do Vídeo: https://youtu.be/QhgUc36jHJs
A poderosa e VIGOROSA Maria fumaça APITANDO ( Capitulo 02 ) 🎯 🎥 Link do Vídeo: https://youtu.be/NDdNOqNxVgA Assista também a esses vídeos : Trem CARGUEIRO em alta VELOCIDADE de vários TIPOS e LUGARES 🎥 Link do Vídeo: https://youtu.be/8SrA6TMDFoM
Viajar de trem é a melhor forma de conhecer a Europa. A malha ferroviária da Europa é composta por mais de 240 mil quilômetros e seus trens, além de rápidos, são muito confortáveis, pontuais e econômicos, sendo possível atravessar de um país a outro em poucas horas : 👉Link do site oficial : https://bit.ly/Tudo-Sobre-Viajar-de-Trem
Curso de Formação para agentes de viagens. O que e o que faz um agente de viagem.?? Linguagem específica,Temos que conhecer,Glossário do Turismo,Alfabeto Fonético,Códigos de Cidades e Aeroportos,Códigos e Origens das Cias aéreas. 👉Link do site oficial: https://bit.ly/Agente-de-Viagem
Ajuda ao profissional iniciante a conhecer as diversas linguagens utilizadas pelo profissional do turismo.👉Link do site oficial : https://bit.ly/Tudo-de-Turismo
O conteúdo deste E-book é um resumo dos principais passeios e pontos turísticos do Brasil, não só das capitais, mas também das principais cidades turísticas .Um livro criado para facilitar aos viajantes e profissionais de turismo,Link do site oficial :👉 https://bit.ly/E-book-BRASI
Quer dicas de como economizar nessa viagem? VEJA COMO ECONOMIZAR : 👉Link do site oficial : https://bit.ly/Viajar-de-Trem
➥Descubra o segredo nº 1 de como ter uma viagem de sucesso. Damos DICAS para os interessados em imigrar ou viajar à turismo (por longo período), gastando pouco. "VAMOS'' SAIBA MAIS: 👉Link do site oficial : http://bit.ly/Nosso-Guia-Portugal
➥Como Viajar Barato Este produto é para quem tem interesse em aprender a viajar mais barato. É divertido e tem muitas dicas que aprendi ao longo da minha jornada de viajante. 👉Link do site oficial : http://bit.ly/Como-Viajar-Muito-Barato
➥GUIA COMPLETO CANCÚN Prontos para ficarem por dentro das melhores dicas de Cancún? Com as nossas dicas você vai ficar por dentro de tudo que acontece em Cancún, os melhores pontos turísticos, as melhores baladas, restaurantes e centros de compras.👉Link do site oficial : http://bit.ly/Vamos-a-Cancún
➥Guia completo de como visitar o Cristo Redentor Todas as dicas de como visitar o Cristo Redentor detalhando o que não se vê em Blogs por um Guia de Turismo.Um guia completo mesmo para você não passar sufoco na visita .👉Link do site oficial : http://bit.ly/visitar-o-Cristo-Redentor
➥Guia de Viagem do Canadá Em um e-book de 44 páginas, é o Guia ideal para quem desejar saber mais sobre esse país lindo e cheio de oportunidades, inclui roteiros para cada cidade e também dicas de viagem especiais de cada cidade. 👉Link do site oficial : http://bit.ly/Guia-Completo-Canada
➥GUIA DEFINITIVO PARA MORAR NA FRANÇA DESCUBRA COMO MUITOS BRASILEIROS ESTÃO SAINDO DO BRASIL E SE DANDO MUITO BEM NA EUROPA!!! 👉Link do site oficial : http://bit.ly/Como-Morar-na-França
➥Então prepare-se para essa viagem fantástica, prepare-se porque com toda certeza será um dos momentos mais inesquecíveis da sua vida! Tenha uma fantástica e inesquecível viagem!!! 👉Link do site oficial : http://bit.ly/Vamos-Conhecer-Orlando
➥Guia Online da Chapada dos Veadeiros Esse é o guia mais completo sobre a Chapada dos Veadeiros. São mais de 70 páginas de informações e conteúdos inéditos organizados de forma clara para te ajudar a planejar a sua viagem :👉Link do site oficial : http://bit.ly/Guia-Chapada-dos-Veadeiros
Descubra Agora Os 3 Passos Mais Fáceis Para Divulgar e Vender Como AFILIADO 👉Link do site oficial : https://bit.ly/Livro-Digital-Top
EU INDICO : 🎥 Treinamento Youtube REI é totalmente completo, sem enrolação,. Como Milhares De Pessoas Estão Ganhando Dinheiro Pela Internet Criando Vídeos este e um Método Exclusivo para ter Vídeos Persuasivos no Youtube SEM Precisar Gravar nada.. .➥Saiba mais aqui : https://bit.ly/Youtube-Rei-Top
#tremdaalegria#trem#tremcargueiro
─►RECADO URGENTE: Toda pessoa que se inscrever neste canal, automaticamente eu me escrevo no seu ! ─►Não clique aqui: https://bit.ly/Super-Trem-da-Alegria
“Depois de ver o mundo, você nunca se sentirá completamente em casa novamente. Parte do seu coração, estará sempre em outro lugar."
➥ COMPARTILHE ESTE VÍDEO: https://youtu.be/xBSjaEEVxWc
submitted by Accomplished-Power84 to u/Accomplished-Power84 [link] [comments]

cartucho do kefka [assustadormacarrão br]

cartucho do kefka [assustadormacarrão br]
Olá, brasil!
Meu nome é L., tenho 28 anos, sou professor de matemática em uma escola particular. Moro numa cidade do interior de SP, perto de Campinas. Aqui não tem muita coisa, não é uma cidade mais ou menos grande nem nada do tipo. É, de certa forma, até pacata. Mas estamos sofrendo com a pandemia, como todo mundo. Fico de cara quando vejo galera abrindo bar, escola, tudo, pensando que tá tudo controlado. Tá morrendo gente, sei lá, muito deprimente viver nessa sociedade. Mas hoje eu não vim falar disso. Vim falar de uma coisa que rolou comigo, envolvendo um cartucho usado de Final Fantasy III que comprei por um aplicativo. Vou me referir a esse cartucho como “cartucho do kefka”.
Nos anos 90 havia muitas locadoras de vídeo e jogos, e eu sempre gostava de alugar fitas de Super Nintendo, que foi meu primeiro videogame. Faz muito tempo que essas locadoras deixaram de existir, e as que continuam existindo não alugam mais jogos. Mas eu gosto de videogames antigos, então comecei uma coleção particular minha, para relembrar os velhos tempos.
Sou um gamer razoavelmente experiente, já joguei muitos jogos e sei sobre glitches e romhacks. Também já tive acesso a muitas creepypastas sobre videogames, então é difícil alguma coisa me surpreender. Até gosto de ver aquelas creepypastas do Pokémon Black, do Zelda do Ben, etc, etc, etc. Mas no fundo eu sei que é tudo forçação de barra, imaginação e artimanhas de romhack e photoshop. Mas eu curto pela estética. São coisas que realmente me tocam, então vejo quase como uma forma de arte. Mas isso que aconteceu recentemente eu não sei explicar, e por isso quero compartilhar a história com vocês. Esse é meu relato de como eu encontrei um cartucho maldito de final fantasy 6, o “cartucho do kefka”.
Tudo começou quando eu estava procurando por um cartucho de FF6 na internet. Já que aqui na minha cidade é difícil achar por meios “tradicionais” (leia-se: anuncios no facebook), fui buscar num aplicativo de coisas usadas. No ocidente, esse jogo saiu como Final Fantasy III, e, para a minha surpresa, não foi tão difícil assim achar os cartuchos, até por um preço bem baixo. Achei inclusive um na minha própria cidade! Quem vendia era um tal de Lucas.
Frente do cartucho, reparem em como o rótulo tá solto
Como vocês podem ver nessa foto que tirei do cartucho assim que chegou, o rótulo estava solto. Talvez o ex-dono tenha imprimido um novo e colado por cima do velho? Não fiz questão de saber. Confesso que nem fiz muita conta, porque esses jogos antigos as vezes são mal guardados mesmo, e pra mim, sinceramente, o que importa é o jogo funcionar. Mesmo assim, eu tentei mandar mensagem para o vendedor. Só que, depois de umas horas, quando ia ver se ele tinha respondido, sempre aparecia essa tela:
https://preview.redd.it/7nq5dmwqauh51.jpg?width=1275&format=pjpg&auto=webp&s=cc6581d7ede4b99816dce6a4d559da58a045262f
Comecei a ficar encafifado. Quer dizer, o cara apagou a mensagem? Mas como que ele apagou pra mim também? Deve ter sido um erro do site, qualquer coisa do tipo, então fiquei tentando. Mas sempre acontecia a mesma coisa. Pensei em ir atrás do anunciante, procurar número de celular dele, mas no fim fiquei com preguiça. Sei lá, coisa boba, e não ia mudar nada na minha vida. Já tinha pagado barato demais pelo cartucho.
O meu SNES não é o mesmo que eu tinha quando era criança, porque aquele original eu dei prum primo meu quando ganhei um Playstation. O videogame que eu tenho é um que consegui num bem-bolado quando eu tava na faculdade. Tinha um colega meu que tava se desfazendo de umas coisas e ele tinha esse super nintendo empoeirado com problema no cabo de energia. Eu peguei de graça dele, comprei um cabo novo, limpei e tá funcionando como novo. Jogo sempre nele, nunca deu problema com cartucho.
Quer dizer, nunca tinha dado...
Eu nunca fui muito bom de Final Fantasy, na verdade. Gosto de jogar, mas sempre que termino fico com a sensação de que perdi alguma coisa importante. Quando vejo outras pessoas jogando, percebo que nem sei usar os itens direito. Sou n00b demais. Mas gosto da série, então sempre jogo. O FF6 (ou III) eu já tinha jogado em emulador, nem fazia tanto tempo. Mas jogar no videogame de verdade é outra história. Não tem save state, não tem mamata, se der erro, paciência.
Pensando nisso, a primeira coisa que eu costumo testar nesses jogos é o salvamento, quando disponível. É comum cartuchos antigos estarem com a bateria gasta e não salvarem. Daí eu troco a bateria antes de começar a jogar, pra garantir. Bobo eu não sou.
Quando liguei pela primeira vez o jogo eu tava amarradão, nossa, finalmente vou jogar FF6 numa TV de Tubo, do jeito certo, como foi feito pra ser jogado. Animal demais. Quando entrei na primeira tela do jogo, uma coisa me chamou atençaõ: já tinha um savegame registrado nele. A party era: Strago, Terra, Edgar e... Kefka??
Pra quem não sabe: o Kefka é o vilão do jogo. Mas, pra dar uma imersão maior na história, os desenvolvedores às vezes colocavam o Kefka na party momentaneamente pra poder fazer umas cutscenes, mas a gente nunca joga realmente com ele, então é impossível salvar com ele na equipe. Mas sei lá, galera pira demais nesses jogos antigos, talvez o cara que estivesse jogando antes de mim tivesse explorado algum glitch do jogo, sei lá. O problema é que ao tentar carregar, dava erro, sempre. O jogo ficava com a tela preta e não iniciava. Soprei a fita, dei aquela limpada, e nada. Pra garantir que não era defeito do cartucho, eu tentei iniciar um jogo novo e funcionou bem, não deu problema. Inclusive eu consegui salvar. Mas, por algum motivo estranho, eu não queria salvar por cima daquele save do kefka. Eu sempre salvava nos outros slots.
Fui jogando e curtindo o jogo, aprendendo uma coisa ou outra de nova. Passei semanas jogando sem ter qualquer intercorrência. Mas foi nessa última semana que rolou algo bizarríssimo, que tá me incomodando até agora, embora racionalmente eu esteja tentando explicar pra mim mesmo o que rolou e veja tudo como uma infeliz coincidência.
O que aconteceu: eu já tava avançado no jogo, naquela quest em que a gente vai pra dentro da cabeça do Cyan e relembra a história dele e tem que enfrentar o Wrexsoul. Bicho maldito, lembro que quando joguei pela primeira vez demorei pra conseguir passar dessa parte, mas isso porque eu sou ruim mesmo. Dessa vez não foi muito diferente, eu tive que resetar o console várias e várias vezes até derrotar o monstro. Quando finalmente consegui, fiquei tão maluco com a vitória que, na hora que eu fui salvar, sem querer eu apertei por cima do save do kefka.
Cara, sério, eu não sei como eu fui tão rápido, mas assim que apertei o botão, automaticamente minha mão puxou o controle com tanta força, e tão rápido, que eu arranquei o videogame da tomada com a TV e tudo. Foi um ato de desespero, um negócio que nem eu sei explicar direito. Sabe quando a gente tem um reflexo tão instantâneo que a gente nem pensa pra fazer, e só faz? Pois é, foi tipo isso. Eu talvez tenha dado um berro quando puxei o controle. Talvez. Bom, o que aconteceu foi que eu arranquei tudo da tomada: videogame, TV, tudo. Fiquei com o * na mão pensando que eu tinha danificado o videogame ou a televisão, então eu tava meio que tremendo de nervoso quando repluguei na tomada.
A TV parecia OK. O videogame parecia inteiro. Eu juro que senti um cheiro estranho de queimado, mas deve ser coisa da minha cabeça, porque logo apssou. Pus o cartucho e liguei. O jogo funcionou, mas aí no meu save eu tava antes de enfrentar o Wrexsoul, e ia ter que passar por aquele inferno de novo, e de novo, e de novo. Por curiosidade, uma dessas curiosidades mórbidas, esquisitas, eu tentei carregar o save do Kefka, antes de retomar a frustração de dentro da cabeça do Cyan. Mas dessa vez o save entrou.
A party era: Strago, Terra, Edgar e Kefka. Mas, como esperado, o char do kefka era todo bugado. Os stats mostravam só ?????? em tudo, não dava pra equipar nada nele, não dava pra usar item nem magia nele. Ele só tava lá, com 0/0 de HP. Mas não aparecia como morto nem desmaiado, só tava lá ocupando espaço. Nesse save, os nomes estavam mudados: Strago era DEAD, Terra era MARI, Edgar era LUCAS e o Kefka era KEFKA mesmo (porque não dava pra mudar, acho). Na hora eu lembrei que, durante a minha adolescência, num barzinho de heavy metal aqui da minha cidade, tinha um figura chamado Lucas, cujo apelido era Morto. Fiquei “nossa, será que esse jogo era dele? Nunca mais soube desse cara, cidade pequena é isso mesmo”... Mas passou, e tanto faz.
No jogo, eles estavam perto de enfrentar o boss final (o próprio Kefka). Os itens até que eram bons, acho, porque não tive nenhuma dificuldade em ir ganhando as batalhas no castelo final. Quem quer que estivesse jogando, tava fazendo um bom trabalho, sabia o que tava fazendo.
Aí eu percebi uma coisa estranha: o kefka da party tava com o nome normal de kefka, mas o kefka vilão, o do jogo, o que eu ia enfrentar mesmo, tava com o nome FATHER. Daí eu não lembrava direito se isso acontecia no jogo mesmo, porque FF sempre tem umas reviravoltas, mas pelo que li nos guias, isso não deveria acontecer. Quando chegou na parte final, em que a gente enfrenta os vários estágios do Kefka, tem aquele esqueminha pra gente “escalar” a party com os reservas, caso algum dos nossos personagens morra durante a batalha. Só que, dessa vez, não tinha nenhum outro personagem disponível. Só os 4. Estranho, né? Quer dizer, mesmo se a gente NÃO usar outros personagens, necessariamente vai ter mais alguns dispon´vieis, porque a gente necessariamente tem que encontrá-los no decorrer do jogo.
(EDIÇÃO ANTES DE PUBLICAR: Enquanto eu estava escrevendo esse texto, comecei a sentir umas coisas estranhas. Eu nunca fui uma pessoa com "coração forte". Como vocês puderam notar anteriormente, eu escrevo razoavelmente bem, de maneira inteligível. No entanto, a partir do parágrafo abaixo, eu comecei a me sentir muito mal, uma queda repentina de pressão, talvez por nervoso ao lembrar de certos assuntos e certas cenas que ficarão claras mais abaixo. Eu não quis corrigir os erros de digitação, pois acredito que eles servem para expressar um pouco do meu nervosismo, essa coisa que queima por dentro ao mesmo tempo que parece um monte de agulha sendo enfiada no olho da minha alma. É uma maneira que encontrei de materializar algo ruim. Peço que, se você for uma pessoa sensível, especialmente com assuntos envolvendo família/doenças/suicídio, pare agora de ler o texto.)
Enquanto escrevo, confesso rpa vocês que estou meio nervoso. Essa parte mexeu comigo, entao a se sair em alguns erros de digitação eu na,ame não quero corrigir porque eu to muito tenso escreverndo esmsm e acho que deixar do jeito que sair e´n u ma maneira de retrarar como isso mexe comigo.
-[
EU tava no estágio final, pra quem não sabe o Kefka é difivido em várioas partes. Tem a parte dos pe´s, depois o corpo, depisi a cabeça. É tudo meio grotesca, a arte do jogo, umas formas juntas, um monte de forma humana amalgamada., sei lá,, coisa que só os jogos napkenses comseguem efazer, tipo o vilão lao do Erathborunf que galera vala que vê até um feto, coisa insintira. Bizarro demais.
Mas blz, é jogo, de boas. E eu até consegui andmininstar mbe a batalha, cheguei no final com uma oa fantavvamem vangatage
Vang
Vantagem
E depois de um tempo derorrei o kfefa.
Mas car,a eu não lembrava que a morte dele era tão lenta, e tão sofrida. No diálogo fina, ficava aparecendo:
FATHER: ..................FATHER: ..................
FATHER: ..................
Enquanto ele definhava. Mano, era horrível, aquela musiquinha sinistra de fundo, parecia que tinha uma sonda do inferno dentro do meu cérebro me cuturabcdo, mas ao mesmo tempo era uma muscia épica, zunindo na TV de tubo. Uma sensação incômoda demais. Eu sozinho em casa, coisa ruim, mau agouro, credo.
Pois é, daí o jogo devia acabar, ia ter aquela cutscene fantástica de todo mundo indo embora na nave, etc. Mas não foi isso que aconteceu.
Lembram que eu disse que tinha o DEAD (Strago) na party? Então. Depois que o Kefka (ou FATHER) morreu, ficou só a party, como se fosse rolar um diálogo, ainda dentro da tela de batalha. Daí acotneceu uma dessas cenas em que o computador escolhe as magias e itens pra vc, pra fazer alguma coisa dramática. Mas tb não era uma coisa que eu me lmebrava de ter acontecido no jogo original.
Aparecia a animação de todo mundo (menos o kefka0 de sair da batalha correndo. Mas de repente todo mundo parava e voltava. O cursor vai pra cima do Strago (DEAD) e vai em Magic. Dentro de Magic, dá pra ver que ele ta com 9999 de MP. Dai o cursor escolhe FLARE, que é a magia mais forte de fogo (eu acho...). Só que depois disso o cursor fica em cima do proprio strago e aciiona o Flare. Vem o Flare, dá MUITO dano no strago mas ele não morre. Dai ele repete, e solta outro Flare, e dá mais um monte de dano. Depois idsso, ele escohe as magias mais fortes de gelo, ar e raio, e solta sobre ele mesmo, dando tudo 9999 de dano, mas ele não morre. Fica com 0 de HP, contnuan dando dano , mas ele não morre.
No final a animação dele muda praquela que ele tá cabisbaixo, a tela vai ficando em fade out, aparece mais um diálogo:
FATHER: ................
FATHER: …………….
FATHER: …………….
E fica essa caixa de diálogo. Tento apertar de tudo, e nada funciona. Fica travado. O jogo fica nessa.
Reseto, e da primeira vez o jogo nem carrega. Da segunda vez, o jogo entra na tela inicial mas não consigo carregar nenhum save (nem os meus).
Fiquei perturbado, e por uns três dias nem toquei mais no nintendo. Fiquei incomodado e perturbado por causa de uma coincidência: recentemente meu pai teve um câncer no cérebro e infelizmente morreu. Foram dias terríveis. Foi a primeira vez que eu fui a uma UTI, isso em plena pandemia, e foi pra ver meu pai careca, costurado e babando. Todos os momentos que a gente passou junto, mesmo nossa relação nunca tendo sido a melhor, tava resumida ali naquele catarro escorrendo da boca dele, enquanto ele tava inerte, sem conseguir falar, sei lá sentindo ou pensando em quê. Isso mexe com qualquer um. Ver no jogo aquela coisa deformada com o nome de FATHER, e depois ver o Strago tentando se suicidar mexeu bastante comigo. Coisa que eu preciso conversar seriamente com meu terapeuta. Foi uma coincidência, mas me deixou perturbado. Não tenho conseguido dormir. Eu sonho com o kefka, com aquela coisa horrível, com o suicidio mal sucedido do strago, com o wrexsoul de dentro da cabeça do Cyan que eu nunca vou derrotar. Isso tudo mexe demais comigo e por isso eu quis compartilhar com vocês. Um pouco antes de escrever esse relato, eu tentei jogar de novo pra ver se aparecia alguma coisa. O que apareceu na tela foi isso:
...
Pois en~toa eu decidi me livrar do cartucho. Criei uma conta com dados falsos no mesmo aplicativo e anunciei o cartucho, com o mesmo rótulo mal colocado. Três pessoas vieram falar comigo, aqui mesmo da minha cidade. Vou vender para quem pagar mais caro.
Aqui na minha cidade nem tem uma cena tão forte assim de retrogaming, então de certa forma saí no lucro ao achar tão rpaido gente pra me leivirar do cartucho.
Isso tudo que eu relatei aconteceu nas últimas 5 semanas. Eu preciso falar com meu terapeuta.
submitted by zxy33 to brasil [link] [comments]

Isto vale a pena ? (longo)

Post de pedido de opinião mas também de desabafo.
Sempre fui de longe a pessoa mais poupada que conheço mas escolhi uma area profissional um bocado instável/mal paga. Há dois ou três anos comecei-me a interessar por FIRE ou pelo menos liberdade financeira e finanças pessoais. Começou a ser quase um hobby a consumir-me horas por semana a ler e a ver videos e podcasts sobre o assunto.
Trabalho e poupo mais ou menos consistentemente desde os 21. Tenho agora 32 anos e a grande maioria das minhas poupanças numa conta a prazo que acaba este ano, uns 15k €. Com juros miseráveis, claro.
Comecei no ano passado um trabalho mais "estável", dentro do possível, não sendo freelancer nem recibos verdes nem nada disso. Não ganho "bem" mas ganho ligeiramente abaixo do ordenado médio em Portugal. Á volta dos 900 € líquidos por mês.
Tenho uma "side hustle" que vou tentando fazer, em 2019 rendeu-me quase 1500€ líquidos. Mesmo antes do covid estaria muito muito longe de ser financeiramente viável como trabalho.
Não tenho créditos nenhuns, divido casa com uma amiga por cerca de 300 € por mês com contas incluídas, cozinho muito, consigo ir trabalhar de bicicleta e como tal não preciso de carro nem dos custos que isso traz. Débitos directos só o telemovel que nem chega a 15 por mês, ginásio e netflix (dividido).
Num mês normal em que não tenha de comprar ou arranjar nada, consultas, algum aniversário de amigos ou assim que vá sair, poupo uns 300€. 900 de ordenado, menos 300 de renda, menos 300 de cost of living. Não vejo onde possa poupar mais sem ir viver debaixo da ponte a comer arroz branco.
Isto sem namorada, dependentes, créditos, nada. E sem contar com calamidades como agora o covid.
Ando há anos a fazer esta educação financeira e esforço de poupar o máximo e etc mas começo a pensar, será que vale a pena ?
A minha pergunta é, como é que as pessoas fazem ? Toda a gente ganha 1500€ por mês ? E compram carros e casas e têm filhos e seguros e subscrições e vão de férias? E ainda sobra para pensarem em independência financeira ou pelo menos adiantar idade de reforma e investir ? ... toda a gente à minha volta é super relaxada com dinheiro e presta 0 atenção a isto.
Certificados de aforro ? não, e se preciso do dinheiro ? PPR? não, sei lá se estou vivo aos 60. Stock Market? isso é muito arriscado. Imobiliário? As casas são muito caras.
Como ?
Comecei a ver o que faria quando a conta a prazo acabasse no fim deste ano. Com poupanças até lá vamos imaginar que tenho 20 mil.
A minha primeira ideia (antes do covid) foi imobiliário, "house hacking".
Comprar um T2 algures em Lisboa, na casa dos 140/150 mil. Pronto para habitar ou quase. Viver num quarto e alugar o outro por 300 ou 350.
Simulação rápida no idealista.pt para uma casa de 140 mil com entrada de 20 mil. Taxa fixa a 2%, 40 anos. 375€ por mês. Nada mal, em vez de pagar renda estou a meter os 300€ mensais numa casa minha, e a renda serve como segurança extra, talvez ir juntando para adiantar os juros passado uns anos.
Entretanto descubro que os "impostos e gastos" de 3000 e tal € que o simulador do idealista apresenta são extremamente conservadores e têm de ser pagos antes, não acrescentados ao crédito. Falo com amigos que gastaram entre 5 a 25 mil € só no processo de pedir crédito habitação! Lá se vai o meu depósito.
Em tempos normais isto só atrasaria o processo um ano ou dois mas agora com o covid a oferta de arrendamento vai disparar e a procura descer ou com sorte manter-se durante uns meses ou anos.
Depois investigo PPRs. Beneficios à entrada vs à saída. Capital garantido a 3 e tal % na Lusitania ou não garantido no Alves Ribeiro a 7 e tal ‰. Interessante.
No entanto, segundo esta thread, continua a não compensar em relação a ETFs de acumulação e com muito menos liquidez e mais burocracia.
Compra de stocks com dividendos altos na Trading212 por ex. Interessante também mas fiscalmente pouco eficiente porque depois tenho de pagar 28% sobre os lucros todos os anos.
Etf's na GoBulling, por ter melhor feedback e ter ligeiramente melhor segurança do que a DeGiro. Só mais 3€ por compra. Tudo bem, em vez de comprar todos os meses, compro de 6 em 6 meses para não pagar tantos custos.
Ignorando os 5€ de cada compra e os 28% de irs ao resgatar, se metesse os 20k lá e assumindo uma taxa de juro modesta de 5%, com reforços semestrais de 1200 durante 20 anos: €136,802 E nessa altura já teria 52 anos... e 130 mil nem chega para a regra dos 4‰ se quisesse levantar 1000 por mês.
Atenção, isto é tudo válido e eu sei que ter mais alguma coisa, seja lá quanto for, é melhor que não ter. Mas não sei se a educação financeira e o nível de conforto no futuro sobem na mesma relação, espero que me esteja a fazer entender.
Digam o que acham disto tudo, saiu ainda mais longo do que estava à espera mas pode ser que alguns de vocês concordem e tenham opiniões semelhantes.
Edit
Edit
Edit
Bom vocês são impecáveis, acho que nunca tive um post no Reddit com tantas respostas bem elaboradas e constructivas.
Amanhã no computador respondo a todos mas agora rapidamente no telefone vou só responder aqui a duas questões que apareceram várias vezes:
Emigrar: Não o mencionei no post porque não aquecia nem arrefecia mas eu vivi em Inglaterra 5 anos. Apesar de ganhar muito mais o custo de vida quase que acompanhava. Durante boa parte do tempo metade do que ganhava ia logo para renda. O passe de transportes públicos anda à volta das £150 por mês. Decidi que nem pessoalmente nem financeiramente valia a pena. A savings rate é quase a mesma cá e pelo menos os dias têm mais do que 3 horas.
Namorada: Bom espero não ter dado a entender que a razão pela qual sou solteiro é só porque é mais barato hehe. Não aconteceu. No entanto, e isso é todo outro post, tenho achado difícil encontrar pessoas com o mesmo objectivo. Geralmente as pessoas querem ir de férias, jantar fora etc e isso claramente é mais interessante como actividade de casal do que ficar em casa a ouvir o podcast dos bigger pockets. Como eu mencionei acima as pessoas no geral não têm interesse nisto e arranjar mulheres girlfriend material e com interesse nisto é extra difícil. Como também foi mencionado tenho parte desse benefício ao dividir a casa.
submitted by Swizzlestick_pt to financaspessoaispt [link] [comments]

Relato de um mochilão pela América Latina - Parte 4

Relato de um mochilão pela América Latina - Parte 4
Anteriormente:
Anteriormente:
Parte 1
Parte 2
Parte 3

Primeiramente, me perdoem pela demora absurda de continuar minha saga, voltei ao trabalho normal (obrigado governador de SC /s) e tá me consumindo bastante em questão de tempo e de cérebro, porém, vamos continuar a saga que terminou com a minha descoberta que humitas eram pamonhas (pelo menos eu gosto de pamonha).

até aquele dia...

Falo isso porque no dia seguinte acordo com uma dor de barriga fenomenal, acompanhado por aquela diarreia... logo já pensei na pamonha, de meio dia consultei com o pessoal e todo mundo que comeu a pamonha ontem também tava mal, ô desgraça.

Eu pretendia ir embora no dia seguinte, mas não tinha condição de pedir carona com caganeira né, felizmente nosso host do couchsurfing nos deixou ficar em sua casa por tempo indeterminado, com isso fiquei mais 3 dias lá, enquanto me recuperava.

Como comentei, estávamos entre 5 surfers: Eu, os espanhóis, a malaia e o honconguês, todos tinham como próximo destino San Pedro de Atacama, e como tudo lá é caro, decidimos que quando todos estivessem lá, íamos alugar uma camionete para realizar os passeios, e durante a noite, acampar, para economizar, como estávamos entre 5, planejamos a ida para lá, porque seria impossível dos 5 pedirem carona ao mesmo tempo.

Os espanhóis saíram primeiro, com destino a Purmamarca, e iam começar de lá a jornada para SPA no dia seguinte. Neste, eu e o honconguês iniciaríamos a jornada de Jujuy, e a malaia ia de ônibus porque ela tinha pesos sobrando e ia perder muito dinheiro se fosse converter para pesos chilenos.

Pedir carona no norte da Argentina é super tranquilo e em 15 minutos já estávamos na primeira carona, um casal de amigos em que o cara era de Jujuy, mas a mulher era de Buenos Aires, e ele estava apresentando a região pra ela, então em cada povoado parávamos para tirar fotos, foi bem proveitoso pra conhecer, mas nem um pouco pra chegar no chile rápido...

Eis que eles nos deixaram nas Salinas Grandes, aqui:

https://preview.redd.it/zdwj8dxf4ez41.png?width=800&format=png&auto=webp&s=73e24c2fd9347a63c173a6c8823a7a8767d594a4
Chegamos ali perto do meio dia, é um lugar MUITO bonito, desertão de sal, onde tirei minha foto de perfil do Couchsurfing:
Susques era a próxima cidade
O único problema era que todo mundo que passava só estava indo pras Salinas (tem 3 miradores e estávamos no primeiro), então foi bem hard de conseguir carona, depois de 3:30 esperando, combinei com meu parceiro de carona que se não conseguíssemos em meia hora, íamos pro outro lado da estrada pra pedir pra voltar.

Eis que para um motorhome
com placas da alemanha

Um casal que IMPORTOU o motorhome deles pra um ano sabático viajando pela américa latina, e estavam indo pra Susques, ebaa! Um casal muito gente fina, que nos deu uns melões no final da viagem para nos alimentarmos hahaha

Chegamos em Susques por 16:00, e quem disse que passava algum carro na estrada? COMPLETAMENTE VAZIO, depois de 1 hora desistimos e fomos falar com um caminhoneiro que estava estacionado ali perto, que nos confirmou que a fronteira já estava fechada e a gente deveria tentar novamente amanhã de manhã, bem cedo, porque cedo passam caminhões paraguaios pra pegar carros no Chile...

E bem que percebi que mais cedo tinha passado um caminhão paraguaio com um cara abanando desesperadamente pra mim (depois no whats confirmei que era o espanhol hahahahaha, eles ficaram esperando na terceira parada enquanto nós estávamos na primeira)

Achamos uma acomodação super barata (10 reais a pernoite) com banho frio (estava MUITO frio) e sem wifi, mas com uma cama muito confortável, vale ressaltar que Susques é uma cidade MINÚSCULA e eu tava com muito medo de que não teria nem pousada lá, visto que foi difícil de conseguirmos um lugar pra jantar.

No dia seguinte, fomos cedo para a beira da estrada, e mais uma vez não passava nem uma alma viva, até que um ônibus parou, o motorista queria O MESMO PREÇO QUE PARTINDO DE JUJUY (?!?!), conseguimos negociar mais barato e fomos nele.

Ao chegar na fronteira, no Paso de Jama (um dos controles fronteiriços mais altos do mundo, localizado a 4200 metros acima do nível do mar), estava uma fila ABSURDA, e nela encontro a espanhola, nos abraçamos e eles contaram a história de que quase morreram na noite anterior, pois conseguiram chegar até a última cidade antes da fronteira, com o plano de acampar, só que estava fazendo temperaturas negativas, e eles iam morrer se acampassem ali, resolveram ir pra um posto com acomodações, onde fizeram amizade com um brasileiro que deixou eles dormirem no quarto dele, só que a dona da pousada expulsou eles kkk, sem lugar pra dormir, num frio de lascar, um caminhoneiro brasileiro chamou eles e deixou eles dormirem dentro do caminhão dele, BR sempre gente boa.

Por algum motivo a migração de Argentinos demorava uma eternidade e fui um dos primeiros do ônibus a ser liberado, mas tive que esperar o resto do povo, entramos no ônibus e na metade do caminho um motorista me chama pra cabine.

Ele disse que o colega tinha se enganado e o preço na real era o dobro do que tínhamos combinado, safado... eu disse ok e que íamos pagar na chegada, mas o meu amigo precisava trocar dinheiro porque só tinha dólar

No caminho entramos no site da empresa e verificamos que o preço que ele dizia ser o certo era o muito mais do que a passagem oficial, tavam tentando aplicar golpe em brasileiro... Na chegada mostrei o site e que não íamos pagar um centavo a mais do que o combinado, depois de muito discutir, ele concordou.

Em SPA, reunimos todo mundo para planejar os próximos passos, para aquela noite eu e a malaia conseguimos couchsurfing, os espanhóis um camping, e o honconguês um hostel. Como comentei, tudo em SPA é ridículo de caro, então no dia seguinte o espanhol ia pegar um ônibus para Calama, e lá ia alugar uma camionete, para iniciarmos nossos passeios, o aluguel é chega a ser a metade do preço de que em SPA.

Naquele dia, meu host me convidou para ir num riacho de águas termais com seus amigos, essas águas são as mesmas que alimentam as famosas "termas de puritama", onde é caríssimo pra entrar, daí essa que fomos eles chamam de termas de "puripobre" kkkkk

Nos divertimos bastante, e de noite bebemos pisco com cola, fiquei bem bêbado e meu host tentou me assediar :/, pelo menos foi um assédio respeitoso e quando disse que não queria nada, ele não tentou mais nada.

Na manhã seguinte eu saí bem cedo porque estava com medo kkkk, daí nem acordei meu host e fui para a recepção do hostel que a malaia estava (era um hostel, mas ela conseguiu couchsurfing lá). fiz amizade com a mulher da recepção, que também é brasileira. Enquanto isso, esperávamos o espanhol chegar com a camionete. Perto do meio dia ele aparece.
uma L200 que seria nossa casa nos próximos 2 dias
De lá, iniciamos os passeios, por vários lugares.
Olha essa fucking paisagem
Tiramos várias fotos de blogueiros:
https://preview.redd.it/n2xsn0jkaez41.png?width=864&format=png&auto=webp&s=60733c3792c02a7541c85a18def205263267d8b1
E de noite achamos um lugar pra acampar, que tinha que ser num ponto perto dos geiseres del tatio (plano do próximo dia, se bem que é próxima madrugada, pois íamos ver o nascer do sol lá), mas não tão perto, por causa da temperatura e da altitude. Fomos procurando através do app iOverlander os melhores lugares pra acampar. Achamos um bem bom. A configuração do acampamento ficou a seguinte:
Barraca 1: eu e os suprimentos que ficavam na caçamba, pra niguém aparecer e nos roubar
Barraca 2: os espanhóis
Camionete: Malaia e Honconguês
As fotos desse dia vocês podem conferir no meu instagram (aproveitem e me sigam kk), aqui

Enfim, o resto fica pro próximo post, que prometo que não vai demorar tanto pra eu postar
Até mais!
submitted by flagr97 to brasil [link] [comments]

Sobre memórias (ou como Steins;Gate fez algo único na história dos animes).

Sobre memórias (ou como Steins;Gate fez algo único na história dos animes).
Ninguém sabe o que o futuro reserva. É por isso que as possibilidades são infinitas.
É clicando com o botão direito e, imediatamente após, selecionando a opção de loop na OST "Christina I", belíssima instrumental composta pelo gênio do piano Abo Takeshi, que, em meio às lágrimas que rapidamente me vêm aos olhos ao relembrar do episódio 22, inicio a escrita da análise desse show. Devo avisar, de antemão, que Steins;Gate, animação que adapta a visual novel de mesmo nome, dirigido por Takuya Satō , não é um anime para qualquer um. Como bem dito por Thalius, ser para todos não significa ser para qualquer um. Essa citação, em particular, uma das minhas preferidas, cabe à animação não porque ela trata de assuntos supostamente incrivelmente complexos como o tempo, mas, sim, porque ela apresenta diversas camadas e níveis de entretenimento. É, sim, possível se entreter apenas com a camada mais superficial, aquela que apresenta uma história sci-fi sobre viagem no tempo, no entanto, o aproveitamento da mensagem real do anime só é despertado quando você adentra às profundezas de Steins;Gate. Para iniciar, é bem verdade que a presença de temas profundos e, mesmo, desconhecidos pela ciência atual pode parecer um tanto quanto amedrontador e até desencorajador, principalmente para aqueles que não estão acostumados com termos científicos ou não se interessam tanto pelas ciências "exatas". Felizmente, temos o primeiro acerto de Steins;Gate nesse ponto, e o início das características que o diferem de qualquer outro anime existente, pois o anime se prende apenas na intensidade necessária aos conceitos e explanações que supostamente deveriam ser complexas. Isso é inteligente por parte dos roteiristas, pois são apresentados, sim, momentos explanatórios sobre uma máquina que eles irão construir, sobre os conceitos utilizados nessa máquina ou, mesmo, sobre o funcionamento de certos princípios essenciais para o nosso entendimento;contudo, o anime nunca faz isso parecer monótono ou mais complicado do que é. Muito pelo contrário: Steins;Gate faz um trabalho excepcional em explicar os conceitos necessários à trama de maneira simples e compacta, sem necessidade de longos diálogos e/ou complicações extraordinários só para "cultizar" os personagens que realizam a explicação (sim, Sword Art Online: Alicization, eu estou olhando para você neste exato momento; para você e, principalmente, para a explicação longínqua, monótona e confusa sobre o funcionamento do mundo de realidade virtual apresentado na temporada). Desse modo, Steins;Gate consegue estabelecer rapidamente os conceitos principais que regem o show sem fazer parece-los bichos de sete cabeças, o que poderia, e, provavelmente, iria, afastar muitos indivíduos.
Outra qualidade louvável, ainda no mesmo plano da última, é a capacidade da animação em flutuar em um tema complexo como viagem no tempo e não apresentar furos no roteiro que embaralham a trama, fazendo que ela fique confusa e desconexa. Ao meus eu jamais tinha encontrado uma animação sobre viagens no tempo que não apresentasse sequer um furo de roteiro quando se trata de diversas linhas temporais. E exemplos contrários não faltam, incluindo o mundo fora das animações japoneses (a série The Flash, por exemplo, apresenta um roteiro fraco e repetitivo, no entanto, o que faz da experiência muito desagradável são os constantes furos criados pelo excesso de personagens indo e vindo em linhas do tempo que aparentemente são infinitas, porém, insuficientes para o roteiro, o qual usa e abusa em todos os níveis desse artifício do gênero). Isso é muito importante na consistência e no envolvimento com a obra, pois, assim que sabemos que o roteiro utiliza a viagem no tempo mais como artifício barato para resolver qualquer problema que apareça para ele, nosso senso de importância e de gravidade é drasticamente reduzido, uma vez que sabemos que, assim que o roteiro precisar, é só aparecer um personagem onisciente do futuro que irá resolver os problemas. Uma outra possibilidade de furo de roteiro causada pelo fator viagem no tempo é essa aparente onipresença de personagens que a utilizam. Em fato, talvez esse seja o maior problema nas histórias de viagem no tempo: personagens aparecem do nada e, bem como apareceram, começam a contar absolutamente tudo que irá acontecer, o que incluí detalhes impossíveis de serem lembrados. Tás posto um exemplo de ilustração: personagem A volta à linha do tempo que irá acontecer X evento de maneira a impedir aquele evento (lembrem-se, portanto, que é a primeira vez dela ali, o que significa que ela apenas tem noção de um PANORAMA sobre o futuro) e, de modo a confirmar que veio do futuro, diz que um copo de vidro irá ser derrubado e quebrado em exatos 5 segundos. Após os 5 segundos, bem como previsto por A, o copo é derrubado e, consequentemente, quebra ao tocar o chão. A pergunta mais simples e impossível de ser respondida é: como ela sabia do copo? Por acaso vir do futuro entrega à personagem conhecimento absoluto do que aconteceu antes? Sem contar que, em muitos casos, A sequer EXISTIA no momento que essa cena acontece, o que torna IMPOSSÍVEL o conhecimento do evento em questão. Esse truque é constantemente utilizado na parte da "solução do futuro distópico" e, por si só, não apresenta grande problema, o problema se instaura quando esse artifício compõe 90% das formas como a trama se resolve, pois fica clara a inabilidade do roteirista em utilizar sua criatividade e capacidade de escrever uma história no que tange à solução de problemáticas. Em suma, o problema não é haver um viajante do tempo que dá uma pista sobre ou soluciona certa problemática, o problema é só haver um viajante do tempo que dá uma pista sobre ou soluciona certa problemática. Quanto a isso, Steins;Gate dá uma aula de como resolver essa "intrincada do viajante do tempo", utilizando-se de uma série de artifícios narrativos para desviar o excessivo uso do já citado viajante. Em primeiro lugar, existem apenas dois personagens que possuem um conhecimento "sobrenatural": o protagonista, Okabe, e John Titor, aqui na pele de Suzuha, uma das personagens secundárias do show. Isso implica diretamente em dois fatores que devem ser de extrema atenção: existem menos personagens para furar o roteiro, uma vez que, quanto mais personagens transitam pelas linhas, mais fácil é do roteiro se perder em meio a tanta informação e o roteiro precisará de outras maneiras para resolver problemas, já que como se não fosse absurdo suficiente 20 personagens sabendo sobre linhas resolverem misticamente qualquer problema da trama, mais absurdo, ainda, é imaginar que apenas 2 o farão. Desse modo, Steins;Gate decide traçar um caminho que, embora seja mais complexo de ser realizado, pode entregar um resultado excepcional no final da obra. E felizmente é isso que acontece. Diferentemente das demais obras de viagem temporal, Steins;Gate apresenta um roteiro muito apurado e astuto, uma vez que ele se utiliza de personagens que já conhecemos como aqueles que irão, em um futuro, ter sapiência sobre tais viagens. Isso significa que os personagens que irão "dominar" o tempo já estão na trama, só precisamos dar tempo a eles para eles o dominarem. Em outras palavras: em teoria, temos somente dois personagens que sabem sobre viagens e máquinas do tempo e outras linhas temporais, no entanto, ao longo da própria história daquela linha do tempo, outros personagens também terão esses conhecimentos. Esse truque fica explícito na cena em que Daru reconstrói a máquina do tempo. Em um primeiro momento, poderíamos imaginar que ali se alocava um furo de roteiro, uma vez que, mesmo ele sendo colocado com um grande conhecedor de máquinas, programação e mecânica no geral, é surreal alguém construir um objeto que será criado anos a frente. Contudo, assim que imaginamos a pensar isso, recebemos a informação que o Daru será o construtor da máquina, o que significa que há parte do "DNA" dele nela, ou seja, a maneira de pensar dele, de montar máquinas própria do personagem, o que explica como ele conseguiu consertá-la. Outra "esperteza" do roteiro é criar um porto seguro, ou seja, aquele personagem que, independente da linha temporal, irá conseguir entender o que o viajante do tempo fala. Eu normalmente não gosto desse artifício, uma vez que ele é usado de maneira porca na maioria dos casos, pois, geralmente, não há nenhuma explicação lógica para aquela personagem em específica acreditar no viajante do tempo. No entanto, Steins;Gate não é a maioria dos casos. Aqui, temos a personagem Kurisu como sendo o porto seguro do personagem principal ao longo da sua caminha de construção e desconstrução da linha temporal. E tinha que ser ela, justamente porque ela é quem apresenta o conhecimento "bruto" sobre tais assuntos, ela é quem desenvolveu a máquina de saltos temporais. Ou seja, a escolha do roteiro foi exata e faz que não duvidemos da autenticidade do fato dela aceitar e entender o que o Okabe fala sempre que ele salta de uma linha para outra.
Saindo puramente dos aspecto envolvendo viagens e saltos temporais, o anime mostra novamente como possuir um roteiro sólido é uma das bases para a construção de uma obra-prima. Percebam como nada acontece em apenas um plano em Steins;Gate. Utilizando os dois exemplos citados no parágrafo acima, enquanto o roteiro anula a possibilidade de haver incongruências temporais ao trazer à tona que Daru foi o construtor da linha do tempo, ele cria um dos muitos plot twists da série; enquanto o roteiro utiliza Kurisu como o porto seguro do próprio roteiro para servir como alguém que aceita e ajuda o protagonista após o salto, ele insere os momentos mais profundos de desenvolvimento do casal e da sua relação, bem como aproxima ambos os personagens dos espectadores ao gerar um senso de humanidade e sentimentalidade nos dois. Sempre que pensamos que estamos encarando uma camada do show, seja um plot twist ou outro artifício do roteiro, temos, ao menos, mais uma outra camada acontecendo ao mesmo tempo. Desse modo, nada em Steins;Gate é único, gratuito, não existem cenas por conta própria, todas elas servem aos plots da animação mesmo que em camadas mais escondidas dos espectadores. Um exemplo claro são os D-mails: enquanto eles claramente servem como preparação para o plot da metade do anime, por trás deles temos a ideia de o quanto enviar uma simples mensagem pode alterar com a vida de milhares e, por que não, bilhares de pessoas. Um simples D-mail alterou por completo o bairro de Akihabara. Um simples D-mail alterou o sexo de uma das personagens, causou uma confusão gigantesca envolvendo outra personagem, o suicídio de outra. E o principal: a imprevisibilidade do tempo. Nem nós, nem os envolvidos nas mensagens e nem mesmo Okabe e Suzuha sabiam o que iria acontecer a princípio. Essas camadas são de extrema importância para um bom desenvolvimento a trama, uma vez que 24 episódios, mesmo parecendo uma quantidade considerável, é pouco tempo para uma história, ainda mais se tratando de animes (os quais os episódios tendem a durar entre 22 e 24 minutos com aproximadamente 19~20 minutos de animação propriamente dita, já que deve haver espaço para a opening e ending). Um dos truques de mestre do roteiro de Steins;Gate é apresentar várias coisas ao mesmo tempo: enquanto há um plot, temos desenvolvimento da trama, dos personagens, explanação sobre temas complexos de maneira surpreendentemente acessível (alô, Thiago!) e uma mensagem sendo passada por trás daquilo.
Ainda no roteiro, é chegada a hora de falar sobre o que, ao menos para mim, separa completamente Steins;Gate dos demais animes que eu assisti, sim, de todos, é chegada a hora de falar sobre os personagens. Ou melhor, sobre o desenvolvimento dos personagens. É muito raro, em animes, haver um real desenvolvimento de personagem, ou seja, um arco completo de desenvolvimento. O que acontece em animes que levam com mais seriedade o ato de escrever uma história, realidade que, infelizmente, não é a da maioria dos animes, é um "pseudodesenvolvimento", o que significa que, ao invés de ser apresentado um arco completo, é apresentado um meio arco ou um arco de "tamanho" correlato. Ou seja, nos é dado certo desenvolvimento do personagem, porém, tal desenvolvimento é limitado em demasia e, em alguns casos, é dotado de uma única utilidade na trama: não deixa o personagem, normalmente o principal, planificado, sem sentimentos, sem evolução. Isso porque tal evolução é o que humaniza o personagem, é o que nos faz sentir algo por ele, sentir suas dores e suas conquistas, pois criamos empatia por ele. E em Steins;Gate temos o que eu considero como sendo um dos melhores arcos de desenvolvimento de personagens do mundo dos animes. Antes de chegar nele, devo falar sobre os personagens em si.
A obra apresenta relativamente poucos personagens, estando esses relacionados de alguma forma com o laboratório, seja porque são um dos membros ou porque é quem aluga o laboratório para Okabe e seu grupo, o que possibilita a criação de uma identidade para cada um deles: os personagens de Steins;Gate, mesmo os secundários, são quase que exclusivos da obra. Mesmo muitos seguindo alguns estereótipos, eles sempre apresentam algo para nos lembrarmos de que eles são humanos e cada um apresenta sua própria personalidade. Isso, em si, já se caracteriza como uma característica importante no desenvolvimento de um anime de qualidade: é sempre bom termos bons personagens ao nosso lado durante a caminhada que nos será contada. Contudo, apenas bons personagens não fazem uma trama. É necessário haver o desenvolvimento deles, uma vez que é importante demonstrar que o que aconteceu na estória afetou eles de algum modo, afinal de contas, se não afetou meros personagens criados por outros humanos, quem dirá um humano. E, novamente, Steins;Gate acerta em cheio. Com momentos pequenos que demonstram o estado emocional dos personagens (falo de olhares, maneirismos criados ou deixados de lado, estado corporal, postura, etc) e de explanações necessárias sobre como personagens está se sentindo ou sobre como ele mudou após certo acontecimento, Steins;Gate desenvolve os seus personagens por meio de outros acontecimentos da trama(lembram do "sempre há mais de uma camada?" então...). Além de compactar a trama, os momentos de twists e plots são de extrema importância em um show porque é ali onde deve haver um impacto maior nas personagens e em nós espectadores, e Steins;Gate não deixa devendo em absolutamente nada quando falamos de plots e twists de uma estória. É inacreditável a capacidade do roteirista de subverter possíveis convenções do gênero em momentos tocantes, emotivos e importantes para a trama. É ao subverter as nossas expectativas após termos contato com tantas obras mal feitas sobre viagem no tempo que o roteiro encontra o elo entre as diversas partes da trama da animação; em outras palavras, é quando achamos que sabemos o que está acontecendo que o roteiro nos pega desprevenidos, é quando achamos que a situação não pode ficar pior que ela, de alguma maneira, consegue realizar esse feito. Inclusive, Steins;Gate apresenta algo único, ao menos eu nunca assisti uma obra com tal característica, ao realizar um dos maiores plots da série com algo que já tínhamos conhecimento. É o já conhecido, e muito bem utilizado nas melhores obras de todos os tempos do cinema, "nossa, como eu pude não perceber isso". Estou falando do momento em que o Okabe percebe que, ao decidir voltar à linha beta, ele também fez uma outra decisão: sacrificar Makise Kurisu. Um dos raros momentos nos animes que me dão arrepios ao lembrar dele. Mesmo já sendo algo que você sabe, afinal de contas ela morre naquela linha temporal no primeiro episódio, o anime faz questão de nunca mais tocar no assunto, de esconder tal fato, a fim de, no momento em que imaginamos estar tudo certo, nos pegar com os rabos entre as pernas. Absolutamente genial. São poucos os pontos que eu sequer cheguei a cogitar um erro quando se trata do roteiro de Steins;Gate.
E não bastando os inacreditáveis plots da série, temos um arco de desenvolvimento duplo que ocorre concomitantemente à evolução da trama e à preparação de outros plots (novamente, nunca é apenas uma camada): o arco do Okabe. Eu poderia resumir ele a algo como "assista por conta própria e experimente o que é a evolução real de um personagem", porém, estaria sendo injusto comigo mesmo, porque o fator que mais me motivou a escrever essa crítica foi esse arco. No início do anime nos é apresentado um estranho e peculiar cientistita japonês nomeado de Okabe Rintarou, o qual possuí um também estranho e peculiar laboratório composto por outos dois membros: Daru, conhecido como "super hackar", e Mayuri, uma gentil e inocente amiga de infânce de Okabe. No laboratório, eles testam equipamentos supostamente tecnologicamente avançados. Embora seja um local mais parecido com um mini-apartamento que foi utilizado por 20 anos como oficina e não com um laboratório, Daru e Okabe são extremamente inteligentes e realmente projetam e criam alguns objetos interessantes (enquanto Mayuri fica ao fundo compensando a aura nerd em demasia dos dois). Ao ser apresentado, Okabe apresenta diversos maneirismos e atitudes únicas do personagem, fatores que já estabelecem uma relação direta com o personagem: tudo aquilo que é novo é intrigante, e, se é intrigante o suficiente, por que não tentar entendê-lo? É apartir dessa ideia de peculiaridade do personagem que nos gradualmente, ao decorrer dos primeiros 11 episódios, aprendemos a gostar do personagem, a reconhecer tais pecualirades não apenas como esquizitices do personagem, mas sim como traços que componhem a sua personalidade animada, radiante e até despojada, mesmo ficando claro que ele não é o melhor cara do mundo quando se trata de relações interpessoais. No entanto, nunca é passada aquela ideia de pessoa isolada, que nega os demais em prol de uma ideia maluca da sua cabeça (a qual é muito presenta em cientistas malucos; geralmente, o personagem é um completo babaca), o que nos conecta de vez com o personagem. No entanto, tudo muda quando os efeitos dos D-mails começam a aparecer, tudo muda quando ele precisa a largar o seu estilo despreocupado com o mundo e começar a tomar decisões que vão alterar a sua vida e a vida de todos aqueles que ele ama. Inclusive as duas que ele mais ama. Mayuri e Kurisu são personagens chaves na história à medida que são elas, ou fatos que acontecem com elas, que guiam as tomadas de decisão de Okabe: ora a morte da Mayuri faz que Okabe decida ir de volta à linha Beta, ora Kurisu o faz entender de outra maneira a situação e o ajuda a superar os desafios dessa árdua caminhada. É ao longo dela, portanto, que temos o desenvolvimento desses dois como um casal e como figuras isoladas com um aumento considerado do "screen time" de ambos juntos, o que demonstra a inteção do roteiro em enfatizar eles como um casal. Mas lembram-se do que eu disse antes? Nunca é apenas uma camada. Não somente temos a intenção do casal pelo simples fato de ambos parecerem, e, quem sabe, serem feitos um para o outro, mas sim porque é desse desenvolvimento que o anime prepara o choque que tanto Okabe como nós iremos sentir: o da decisão entre quem irá viver e quem irá morrer. Vejam como aquelas ideias colocadas anteriormente sobre o porto seguro se conectam diretamente ao que acabara de ser exposta: é Kurisu quem serve de porto seguro, para a trama e para Okabe. É ela quem o ajuda nos momentos mais desesperadores, quem sorri para ele quando o mesmo só consegue ver uma linha que leva a um final desastroso. É, portanto, do desenvolvimento de um simples casal que o roteiro retira um rico arco de um dos personagens. Aliás, cito o romance dele com a Kurisu como o principal pois de fato ele o é, porém, cada personagem em específico da obra serve de desenvolvimento para o Okabe e cada linha temporal que ele volta ou avança apresenta uma direta alteração nele. Percebam como o anime dedicou um episódio inteiro apenas para ele e Ruka poderem ter seus conflitos e suas sub-tramas resolvidas. Nada é deixado para trás em Steins;Gate, bem como nada é de graça. Percebam como outro episódio é dedicado à explanação sobre a realidade da Moeka e sobre como ela foi induzida a realizar o ato que desencadeou toda a jornada de Okabe. As pontas das linhas da animação sempre se encontram devidamente amarradas.
No entanto, para completar o arco do personagem e separar, de uma vez por todas, Steins;Gate dos demais animes, temos a mensagem principal do anime. Percebam que eu sequer toquei nela ao longo da escrita, e isso se dá justamente porque o anime contém diversas mensagens, cada uma em sua devida camada de entretenimento. No entanto, foi após terminar o episódio 24, sentar e pensar um tanto sobre a obra que eu consegui enxergar o que o autor realmente quis passar para quem assiste a animação: muito mais do que uma obra sobre o tempo, sobre pulos, viagens e temáticas temporais, sobre um casal destinado a ficar junto, sobre como os humanos não devem brincar com o tempo achando que não haverão consequências futuras, Steins;Gate é sobre memórias. Não somente memórias, mas como essas memórias podem afetar uma pessoa. Como essas memórias moldam que nós, humanos, somos, como essas memórias são uma dádiva e uma maldição: esquecer elas pode ser doloroso, porém viver com elas pode ser tão doloroso quanto. Todos esses pontos convergem no que, para mim, foi o melhor momento do show: o episódio 22. Foi um dos únicos três momentos dentre os que eu já experimentei assistindo animes em que o pranto foi inevitável. Porque não somente é o ápice perfeito para um casal perfeito, não somente é um momento que todos pensávamos até então, não somente é um turbilhão de emoções: é sobre como esses momentos mágicos e líricos podem ser, em fato, um laço à realidade que vivemos que terá de ser partido de maneira dolorosa e melancólica. A dor de conhecer uma pessoa melhor do que ela mesma e ela sequer saber direito quem você é. A dor de ter que guardar as memórias vividas. A dor de ter que lidar com memórias que, como o nome sugere, são, agora, apenas memórias. Como bem dito por Kurisu, a Teoria da Relatividade é muito romântica. Mas muito triste.
Nada do que foi colocado seria tão efetivo se não tivéssemos uma brilhante trilha sonora de fundo. Em específico, devo citar a música que coloquei no início do texto. Essa é a OST que aparece no episódio 22, e justamente por ser o episódio mais emotivo e doloroso da série, essa OST carrega consigo um peso, uma clara dor, uma clara sensação de algo que ficou no passado. Ou melhor, em outra linha temporal. Algo que você amou e se agarrou com todas as forças, porém o destino inevitavelmente fez você perdê-lo. No geral, Steins;Gate tem muitas das melhores OSTs das animações, sempre cumprindo com o papel de reforçar o mood da situação.
Em suma, Steins;Gate é uma animação única pois consegue fazer muito bem tudo aquilo que se propõe a fazer: apresenta personagens incríveis e únicos, plots e twists de levar você do céu a terra em questão de segundos (os quais vão completamente te hipnotizar e forçá-lo a terminar o show sem pausas), arcos emocionais, principalmente o de Okabe, ímpares e cumpre a difícil missão de apelar o mínimo possível às convenções de obras do tipo. Se pudesse resumir o anime em uma palavra seria a palavra "único", pois diversas das características citadas não se encontram em outros animes ou, caso se encontrem, são minimizadas pela pressa do roteiro em querer demonstrar logo os plots da série. Não posso deixar de falar, antes de terminar o texto, sobre o passo do anime. Mesmo muitos criticando a primeira metade, ela, para mim, é o exemplo perfeito de como uma história deve ser feita. Sem pressa, demonstrando os personagens e dando a eles peso, importância, expressão, unicidade e humanidade. Steins;Gate é uma obra-prima do início ao fim e mesmo que possa apresentar algumas peças que, por se tratar de uma animação relativamente curta (lembremos que outras animações que fizeram algo parecido com Steins;Gate tiveram 40~50 para tal), podem faltar, as peças que se encontram montando o quebra-cabeça compensam completamente as que podem faltar. É como olhar uma Pixel Art a distância: um ou outro bloquinho faltando não retira a primazia do todo.
Minha nota perfeita é muito mais sobre como o anime me impactou do que seu número de acertos e erros, e é por isso que Steins;Gate segue sendo uma das quatro notas 10 na minha lista e meu terceiro anime preferido. Estonteante, imprevisível e apaixonante, certamente é um anime que te fará pensar sobre conceitos complexos, como viagens e saltos temporais, e, ao mesmo tempo, conceitos completamente humanos, como perda, memórias e escolhas.
Se tivesse acesso a uma máquina do tempo, buscaria alguma linha temporal em que o meu eu não se apaixonou completamente por Steins;Gate, porém, devo concordar com Okabe sobre como tudo parece convergir para um inevitável fim.
Escrita ao longo dos dias 14, 15 e 16 de maio de 2020, 16 anos antes da Terceira Grande Guerra.
Um dos poucos momentos na história da animação em que a perfeição foi alcançada. O final do episódio 24, junto com o episódio 22, são os melhores momentos que eu tive ao assistir uma animação japonesa ao longo das centenas assistidas.
submitted by epilef_backwards to u/epilef_backwards [link] [comments]

COMO COMPRAR VUELOS BARATOS  COMPRAR VUELOS DE $20 USD ... 8 horas de pantalla negra HD - YouTube 1 HORA Y 30 MINUTOS DE CANCIONES CON PEQUEÑOS HEROES ... Leo el Pequeño Camión - Episodios completos de más de 1 ... FABRICANTE de Calçados Super Baratos - R$ 9,50 - YouTube

Ahora comprar perfumes baratos originales online es sumamente sencillo, ya que gracias a Super Esencia contamos con el mayor stock en fragancias de marca, perfumería selectiva de todas las firmas del mercado a precios económicos. Desde 2007 Super Esencia se esfuerza por ofrecer a todos nuestros usuarios la capacidad de adquirir su perfumes en Internet con las mejores ventajas y beneficios: Supermercados en parís ¿Has estado en alguno?, nos encantaría que nos comentaras tu experiencia. Ver Chollos y Ofertas. Leader Price. Leader Price es una de los supermercados más económicos de la ciudad de París, además, podrás encontrar uno de ellos, en cada uno de sus barrios o «quartiers».. Además, de ser el supermercado en París más barato, sus productos son más que decentes ... Atualmente o consumidor residencial tem acesso a três tipos de tarifas: Na tarifa simples, o consumidor paga a energia elétrica ao mesmo preço para todas as horas do dia. Na tarifa bi-horária, o consumidor paga a energia elétrica com dois preços distintos, existindo, para dois períodos horários de consumo correspondentes: o período das horas de Vazio, no qual a energia tem um custo ... La mejor forma de hacerlo es utilizar la opción de destino de Skyscanner en Cualquier lugar. De esta manera, puedes ver qué lugares son más baratos para visitar a última hora. 5. A veces es mejor reservar temprano. Tú también puedes ahorrar dinero reservando con antelación. Vuelos baratos Buscador de ofertas de vuelos baratos en aerolíneas regulares low cost Compara boletos de avión y ahorra con Jetcost

[index] [5130] [3754] [6460] [4402] [7616] [3706] [2012] [6845] [775] [2429]

COMO COMPRAR VUELOS BARATOS COMPRAR VUELOS DE $20 USD ...

que autos usados puedes comprar con 30 mil pesos en un tianguis de guadalajara. """""ATENCION""""" cualquier trato de compra venta de autos o de otro tipo ... Me segue no Instagram: https://www.instagram.com/juanoliiveira/ Desafio COMPLETO ! Ahah 24 Horas falando Português de Portugal ! Editor: @EMANUELALVSS Canal ... ️️Guia com Fabricantes de Calçados : https://bit.ly/3iBGGWi Opa estou de volta dessa vez para te mostrar um super Fabricante de Calçados Super Baratos a R$ ... Todo lo que pueda comprar con $50 argentinos. Facebook https://www.facebook.com/axlkssoficial/?ref=hl Twitter https://twitter.com/Axl_Kss Mi PC Cpu AMD RYZEN... Balneario super barato cerca de CDMX Parte 2 Doxey Tasquillo - Duration: 7:08. Pareja de Ardillas 180,303 views. 7:08. Villa del Carbón y sus Alrededores - Duration: 10:33.

https://forex-viethnam.a4mining.pw